Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Cruzeiro revela ação na Justiça contra Wagner Pires

Presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, afirma que gasto com cartão corporativo ocorreu em Porto Alegre, antes de jogo contra o Internacional

Cruzeiro revela ação na Justiça contra Wagner Pires
| Vinnicius Silva/Cruzeiro
Compartilhe

O Cruzeiro anunciou que ajuizou ação, na vara cível da Justiça, contra o ex-presidente do clube Wagner Pires de Sá. Segundo anúncio do presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues, a ação se deve aos gastos com cartões corporativos do clube. O que mais chamou a atenção foi o gasto em uma casa de "entretenimento adulto", em Portugal, em maio de 2018, revelada em detalhes pelo GloboEsporte.com. Informações do site GloboEsportes.com

Mas o presidente do clube mineiro informou que foi identificado gasto também em casa noturna de Porto Alegre, antes da partida contra o Internacional. Não foi detalhado se o gasto foi por meio do cartão do presidente ou de outro dirigente.

- A gente também não está de mãos atadas. Eu estava muito feliz em poder dar essa noticia logo para nossa torcida para mostrar e provar que não adianta só falar, temos que fazer. Não íamos permitir que essas pessoas passassem impunes. Descobrimos até um pouco mais. Com muita tristeza divulgamos que não foi só casa de entretenimento adulto em Portugal não, descobrimos também em Porto Alegre, que foi usado indevidamente o cartão corporativo do Cruzeiro, coincidentemente um dia antes do Cruzeiro jogar com o Internacional lá. Mas isso tudo está anexado a um processo que corre em segredo de justiça e hoje, pela primeira vez, o Cruzeiro já ajuizou uma ação para o ressarcimento contra o ex-presidente do Cruzeiro que gastou indevidamente valores no cartão corporativo para fins que certamente não tem nada a ver com futebol - disse Sérgio Santos Rodrigues em uma transmissão do clube.

Segundo Sérgio Santos Rodrigues, o clube ainda vai ajuizar outras ações na Justiça daqui para frente. Além disso, citou que o clube está atrás do bloqueio de bens de ex-dirigentes.

- Diante dos documentos que a gente tem, já nos foi permitido fazer essa ação. Vamos fazer outras em breve. Existe a punição criminal, a punição cível e a punição administrativa. Também acho que essas pessoas já estão mais que comprovadas e tem que ser expulsas do Cruzeiro Esporte Clube, elas não podem figurar aqui. Temos que apagar essas pessoas da memória do Cruzeiro(...) Torço muito para que a justiça seja feita, para que as liminares saiam, os bens sejam bloqueados e para que o Cruzeiro tenha em breve nos seus cofres todo dinheiro dele, dinheiro dele não, dinheiro seu, torcedor. Que esse dinheiro volte para os cofres do clube.

Segundo relatório emitido pela Kroll, em maio, R$ 80.777,18 foram pagos com cartões corporativos do Cruzeiro com despesas "pessoais e não condizentes com as atividades performadas" pelo clube. O uso do cartão corporativo aumentou na gestão de Wagner Pires, que citou até tratamento de varizes para gastos.

Em Portugal, o gasto no "Club de Espetáculos Tamariz", na cidade do Porto, em Portugal, foi de R$ 2,5 mil. Na época, a Globo, Wagner Pires disse que o local era um restaurante, que o dinheiro foi gasto apenas com alimentação e que o local serviu para uma reunião para negociar atletas.

A reportagem procurou o ex-presidente do clube, Wagner Pires de Sá, sobre a ação tomada pela Raposa, mas ela ainda não respondeu as mensagens. Assim que o ex-dirigente cruzeirense, que renunciou ao cargo no fim do ano passado, se pronunciar, a matéria será atualizada.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar