Cruzeiro vence o Palmeiras e freia arrancada do rival na disputa

Em casa, mineiros fazem 3 a 1 na equipe de Cuca.

Aos 18 minutos do primeiro tempo, Róger Guedes recebeu de Tchê Tchê na direita e partiu para cima de Murilo. O jogador do Cruzeiro se enroscou com o do Palmeiras, que invadia a área. Para o comentarista de arbitragem Paulo Cesar Oliveira, pênalti que o árbitro Péricles Bassols não marcou. Veja o lance:

Cuca mudou o time no intervalo ao colocar Keno na vaga de Mayke – Tchê Tchê foi para a direita. A equipe melhorou, mas continuou criando poucas situações de gol. O Palmeiras conseguiu diminuir aos 16 minutos, quando Willian concluiu de cabeça em cruzamento na medida de Róger Guedes. Com a vantagem, o Cruzeiro tratou de se fechar e apostar em contra-ataques. No fim, aos 46 minutos, matou o jogo quando Élber partiu, bateu em cima de Prass, mas aproveitou o rebote para fazer o terceiro.

O Palmeiras não se intimidou com a condição de visitante no Mineirão e controlou as ações do jogo nos primeiros 30 minutos de partida. Teve chances para abrir o placar e reclamou de um pênalti sofrido por Róger Guedes que foi ignorado pela arbitragem. Apesar disso, quem marcou foi o Cruzeiro: aos 31 minutos, Alison encontrou Thiago Neves que, quase sem ângulo, finalizou na saída de Prass e fez o primeiro. Antes do intervalo, Hudson aumentou ao desviar chute de Lucas Romero e enganar o goleiro palmeirense.

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta o Atlético-PR, em Curitiba, às 21h45. No mesmo dia e horário, o Palmeiras tenta interromper a invencibilidade do líder Corinthians em clássico que será disputado no estádio alviverde.

O Cruzeiro venceu o Palmeiras por 3 a 1 no Mineirão, neste domingo, aliviou a pressão sobre o técnico Mano Menezes e voltou a figurar entre as equipes candidatas a brigar por uma vaga na Libertadores do ano que vem. Para os paulistas, a derrota é um freio na arrancada de quatro vitórias seguidas no Brasileirão.


Fonte: Com informações do Globoesporte.com