Dybala brilha, Juve vence e Barça precisa de novo 'milagre'

Argentino marcou dois gols na partida e zaga anulou trio MSN

Assim como nas oitavas de final, onde perdeu por 4 a 0 fora de casa para o Paris Saint-Germain, o Barcelona irá precisar de uma nova virada espetacular em casa, no Camp Nou, para seguir vivo na Uefa Champions League.

No duelo de ida das quartas de final, a Juventus, jogando em casa, fez o Barça parecer frágil novamente longe de seu território e venceu por 3 a 0, com dois gols de Paulo Dybala, nesta terça-feira (11), na reedição da final da Champions de 2015.

Dybala comemora um dos gols que marcou na partida (Crédito: Getty)
Dybala comemora um dos gols que marcou na partida (Crédito: Getty)

Jogando em casa, a Juventus começou dando as cartas, pressionando a marcação no campo do Barcelona. E isso deu resultado. Cuadrado conseguiu uma boa infiltração pela direita, tocou para Dybala a área, e o argentino, de costas, girou finalizando no canto do gol de Ter Stegen aos 6 minutos.

A Juve seguiu mandando no jogo, e mais uma vez, com velocidade chegou pelo lado esquerdo do campo. Dessa vez, Mandzukic tocou para Dybala na entrada da área. O argentino pegou de primeira e não deu chances ao goleiro do Barça novamente.

A partir daí a Juve se fechou no campo de defesa até o fim do primeiro tempo. Mas a pressão voltou no início da segunda etapa.

Alex Sandro foi bem na marcação de Messi (Crédito: Getty)
Alex Sandro foi bem na marcação de Messi (Crédito: Getty)

Gonzalo Higuaín perdeu dois gols no começo da etapa final, mas Chiellini, de cabeça, fez o terceiro da Juve. Talvez o maior mérito da Juventus na partida tenha sido "anular" o trio MSN, que pouco conseguiu chegar à meta de Buffon. E, quando chegou, o goleiro italiano evitou maior perigo.

Em especial, dois brasileiros foram os responsáveis por anular o trio MSN: Daniel Alves, que evitou que Neymar sequer aparecesse com destaque na partida, e Alex Sandro, que conteve Messi no limite que um ser humano é capaz de permitir ao argentino.

O jogo de volta do duelo de quartas de final acontece na próxima quarta-feira, no Camp Nou. Para seguir vivo, o Barça precisará de outro "milagre", como diante do Paris Saint-Germain, onde reverteu uma desvantagem depois de perder por 4 a 0 fora de casa na ida.

À Juventus, cabe até uma derrota por dois gols de diferença.




Fonte: Com informações da Espn