Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Em último teste de Felipão, Brasil só empata por 2 a 2 no Mineirão e "toma olé" de chilenos

O resultado em Minas Gerais deu sequência à série pouco positiva do Brasil às vésperas das competições em casa.

Em último teste de Felipão, Brasil só empata por 2 a 2 no Mineirão e "toma olé" de chilenos
Brasil empatou com Chile | Terra
Compartilhe

Às vésperas da estreia na Copa das Confederações, a Seleção Brasileira segue apresentando um futebol aquém do esperado pela torcida. A mais nova amostra veio nesta quarta-feira, em amistoso diante do Chile no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Na primeira partida da equipe em um dos estádios reformados para a competição (ou também para a Copa do Mundo de 2014), a equipe de Luiz Felipe Scolari mostrou muita irregularidade e ficou no empate por 2 a 2.

O resultado em Minas Gerais deu sequência à série pouco positiva do Brasil às vésperas das competições em casa. Desde que venceu Iraque (6 a 0) e Japão (4 a 0) em outubro, ainda com Mano Menezes no comando, a equipe contabilizou uma derrota (2 a 1 com a Inglaterra) e três empates (1 a 1 com a Colômbia, 2 a 2 com a Itália e 1 a 1 com a Rússia). Neste intervalo, em jogos fora das datas Fifa, venceu a Argentina no Superclássico das Américas e a Bolívia.

No amistoso desta quarta-feira, também em data não-oficial, Felipão lançou mão de algumas novidades. Na lateral direita, testou o volante Jean ? depois substituído por Marcos Rocha, lateral de origem. Na zaga, escalou Dedé e Réver, em um dos últimos testes por vagas abertas para a Copa das Confederações. No meio de campo, em busca de entrosamento, escalou os corintianos Ralf e Neymar. E, no ataque, Neymar e Leandro Damião começaram a partida.

Para a torcida, sobram dúvidas a respeito da equipe que disputará a Copa das Confederações. A partida foi a última antes da divulgação da lista de convocados para a competição, que será divulgada em 14 de maio. Com a relação em mãos já fechada, Felipão tem ainda dois amistosos para moldar o time em busca do título.

Nos primeiros minutos da partida desta quarta-feira, a defesa brasileira deu uma generosa amostra de desatenção ? e que custou caro. Com 7min, após falta cobrada na área pela esquerda, Vargas levantou a bola na área e Cavalieri espalmou ? Cortés centrou para a área de cabeça e González, zagueiro do Flamengo, empurrou para as redes abertas. De quebra, aos 12min, Mena arrancou pela esquerda, invadia a área e só não ampliou porque Diego Cavalieri saiu bem e impediu o segundo gol chileno.

Mas mesmo em meio à desorganização, o Brasil conseguiu se lançar ao ataque. Aos 15min, por exemplo, o meia Jadson recebeu de Ronaldinho acertou um chute cruzado cheio de veneno da entrada da área, mandando na trave. Mais tarde, com 24min, Neymar cobrou escanteio pela esquerda, e Réver apareceu na primeira trave para cabecear e fazer 1 a 1.

Ao mesmo tempo em que a defesa do Brasil claudicava, como na perigosa bicicleta de Mena aos 23min, o ataque conseguia algumas raras trocas de bola com eficiência. Foi assim aos 34min, quando Jean ? atuando de lateral direito ? abriu bola clara na esquerda para Neymar, que exagerou na força e mandou a bola por cima do gol de Johnny Herrera. Assim, no intervalo, Felipão buscou alternativas, sacando Dedé na zaga e Leandro Damião no ataque.

E foi graças a intervenções de Henrique no setor defensivo e Alexandre Pato no ofensivo que o Brasil chegou ao gol da virada na etapa final. Com 7min, após roubada de bola do zagueiro palmeirense no meio de campo, Jadson recebeu na intermediária e lançou bola para o atacante corintiano ? livre na área, Pato rolou para a esquerda para Neymar, que apenas teve o trabalho de mandar para as redes.

O técnico Jorge Sampaoli, porém, chegou rapidamente ao empate, com categoria: aos 19min, Vargas recebeu a bola na esquerda, limpou a marcação na intermediária e bateu colocado, no ângulo de Diego Cavalieri. Mais uma vez, Felipão olhou para o banco e resolveu apostar em entradas: Fernando no posto de Ralf, Osvaldo na vaga de Jadson e Marcos Rocha na posição de Jean. Só que, mais uma vez, o time pereceu à falta de jogadas.

Depois de vaiar a Seleção no intervalo, a torcida gritou ?olé? para o toque de bola dos chilenos, aplaudiu os arremates dos adversários e voltou a vaiar ? sobrou para Neymar, bastante questionado. Agora, que venham os amistosos contra Inglaterra (dia 2 de junho, no Maracanã) e França (dia 9 de junho, na Arena do Grêmio) para que Felipão faça os últimos ajustes no Brasil. Depois disso, o Brasil estreia na Copa das Confederações em 15 de junho, contra o Japão, em Brasília.

Ficha técnica

BRASIL 2 X 2 CHILE

Gols

BRASIL: Réver, aos 24min do primeiro tempo; Neymar aos 9min do primeiro tempo

CHILE: González, aos 7min do primeiro tempo; Vargas, aos 19min do segundo tempo

BRASIL: Diego Cavalieri; Jean (Marcos Rocha), Dedé (Henrique), Réver e André Santos; Ralf (Fernando), Paulinho, Jadson (Osvaldo) e Ronaldinho; Neymar e Leandro Damião (Alexandre Pato)

Treinador: Luiz Felipe Scolari

CHILE: Johnny Herrera; Alvarez, Rojas, Gonzales e Mena; Leal, Menezes (Muñoz) e Reyes; Vargas (Robles), Cortés (Fuenzalida) e Rubio (Figueroa)

Treinador: Jorge Sampaoli

Cartões amarelos

BRASIL: Fernando e Ronaldinho

CHILE: Álvarez e Muñoz

Cartões vermelhos

CHILE: Leal

Público

53. 331 torcedores

Renda

R$ 3.255.205,00

Árbitro

Carlos Amarilla (PAR)

Local

Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)














Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar