Fifa anuncia que Copa do Mundo de 2018 terá árbitro de vídeo

Tecnologia será testa na Copa das Confederações, neste ano

A Copa do Mundo de 2018, que será realizada na Rússia, terá uma novidade tecnológica. Segundo o presidente da Fifa, Gianni Infantino, este será o primeiro Mundial a utilizar o árbitro de vídeo para analisar lances polêmicos.

"No Mundial de 2018 vamos ter árbitro de vídeo, porque até agora os resultados são muito positivos", declarou o executivo durante discurso na abertura do Congresso da Conmebol, em Santiago, Chile, nesta quarta-feira.

"Não é possível que, em 2017, quase todo mundo no estádio ou em casa veja em segundos se o árbitro cometeu um erro, e o único que não possa ver seja o árbitro", completou Infantino, que assumiu a presidência da Fifa em fevereiro de 2016.

Gianni Infantino (Crédito: Getty)
Gianni Infantino (Crédito: Getty)

O uso do árbitro de vídeo já vem sendo testado em diversas competições na Europa, contudo o que era visto no replay não estava sendo comunicado para o juiz em campo. Além disso, no Mundial de Clubes de 2016 a tecnologia chegou a ser efetivamente usada no confronto entre Atlético Nacional e Kashima Antlers, gerando alguma polêmica.

A entidade máxima do futebol pretender implementar o uso da tecnologia no esporte para tentar reduzir o número de lances polêmicos, permitindo que gols duvidosos, pênaltis mal marcados, expulsões erradas, entre outras jogadas sejam evitadas e não interfiram no decorrer da partida.

Antes do árbitro de vídeo ser utilizado na Copa do Mundo de 2018, a tecnologia será testada e colocada em prática na Copa das Confederações, competição que serve como teste para o Mundial.

Fonte: Com informações da Espn