Flamengo avança e faz duelo com o Botafogo na Copa do Brasil

Berrío e Guerrero fazem gols no início de cada tempo

Vai ter clássico carioca na semifinal. Em jogo dramático, o Santos venceu o Flamengo de virada por 4 a 2 - gols de Bruno Henrique, Copete (dois) e Victor Ferraz para os santistas e Berrío, que dedicou a Ederson, afastado do futebol com tumor no testículo, e Guerrero para o Rubro-Negro -, mas não tirou a vantagem dos 2 a 0 do primeiro jogo das quartas de final.


O resultado levou o Flamengo às semifinais contra o Botafogo - marcados para os dias 16 e 23 de agosto. Marcação forte no meio de campo e rapidez para contra-atacar. A receita que adversários vinham usando contra o Flamengo desta vez serviu aos cariocas. Logo aos nove minutos, Diego deu lindo passe para Berrío ganhar na corrida de Jean Mota e fazer bonito gol por cima de Vanderlei.

A vantagem fez o Rubro-Negro se retrair ainda mais. O Santos rondou a área do Flamengo, mas criou pouco. A melhor chance havia sido em cabeçada de Réver, mas... contra, que passou perto do gol. O empate saiu em chutaço de fora da área de Bruno Henrique.

No fim do primeiro tempo, duas polêmicas. Réver marcou de cabeça em cobrança de escanteio, mas o árbitro Leandro Vuaden marcou falta. Em seguida, Réver cortou drible de Bruno Henrique e se chocou com o santista. Vuaden marcou pênalti. Logo depois, consultou o quarto árbitro e voltou atrás na marcação num período de 1 minuto e 12 segundos.

SEGUNDO TEMPO

Com menos de um minuto, Everton fez grande jogada para Guerrero e o atacante peruano colocou o Flamengo na frente do placar. Mas o jogo reservava muitas emoções. E Rafael Vaz deu sua contribuição ao ter a bola dominada e tentar driblar quase sem espaço na área rubro-negra. No escanteio, Copete subiu sozinho e marcou. Em outra jogada aérea, Victor Ferraz aproveitou a sobra e chutou no ângulo: 3 a 2. A virada do Santos saiu em um minuto e pôs fogo na partida.

Com jogo completamente aberto, o Santos partiu com tudo para cima do Flamengo. Aos 34 minutos, Rafael Longuine cabeceou bem próximo do gol, mas Alex Muralha defendeu. Nos minutos finais, Vanderlei fez grande defesa em cobrança de falta de Diego. Antes do apito final, Copete aproveitou falha de Muralha na saída de gol e marcou o quarto aos 48 minutos. Não havia tempo para mais nada. Respira aliviado o Rubro-Negro. Aos santistas, resta a disputa do Brasileiro e da Libertadores. 

Fonte: Globo Esporte