Flamengo empata com golaço e adia título antecipado do Corinthians

Com três mexidas, o Corinthians parecia até satisfeito

O duelo do Corinthians sólido, que não dá espaços e é letal contra o Flamengo de talentos individuais, irregular e com problemas de marcação era um convite para o Rubro-Negro. E o Flamengo de Zé Ricardo aceitou a dança do líder de Fábio Carille.
Com facilidade, os paulistas marcaram duas vezes no primeiro tempo. Mas só um valeu. Sem ser incomodado, na frente da área, Rodriguinho achou Maycon, que cruzou para Jô. O erro grosseiro do bandeira Pablo Almeida da Costa poderia abalar o time da casa, mas afetou o Flamengo depois de bons minutos iniciais.

Aos 21 minutos - dez depois do gol anulado -, Balbuena se antecipou a Guerrero e ligou o contra-ataque para Jô. O atacante foi acompanhado de perto por Pará e de longe por Réver. A conclusão, rasteira no canto, bateu o estreante Diego Alves.


Com William Arão no lugar de Cuéllar, o Flamengo tentou o ataque desde o início do segundo tempo. Diego encontrou Guerrero na área, mas o peruano não alcançou a bola. O Fla rondava a área do Corinthians e teve a melhor chance na cabeçada de Juan, em grande defesa de Cássio. O veterano levou a melhor em outro escanteio e tocou para Réver fazer um bonito gol de voleio aos 26 minutos. Em seguida, Diego perdeu gol na frente de Cássio em boa jogada do Flamengo - a esta altura já com Berrío no time.


Com três mexidas, o Corinthians parecia até satisfeito com o resultado, que o mantém na liderança folgada. Os paulistas tentavam o contra-ataque, mas o Flamengo marcava melhor na segunda etapa. A virada rubro-negra por pouco não saiu. Em cruzamento de Berrío, Pedro Henrique tentou afastar e quase marcou contra. Para sorte corintiana, a bola bateu no travessão e saiu. No fim, Diego Alves, que levou gol defensável de Jô, desta vez salvou o chute forte do centroavante corintiano em lance semelhante.


Fonte: Com informações do GE
logomarca do portal meionorte..com