Flamengo negociará acordo mais curto com Guerrero até fim do ano

Antes do doping, ampliação seria de dois anos

Envolvidos na briga judicial para liberar Guerrero de volta aos campos, Flamengo e o atacante peruano vão sentar novamente para discutir a renovação contratual. Desta vez, a negociação será por período menor. Se antes o Rubro-Negro pensava em dois anos de vínculo, agora a ideia é estender inicialmente o contrato até o fim da temporada de 2018.

Com o contrato suspenso pelo Flamengo desde a suspensão anunciada pela Fifa, Guerrero está em Lima com a família e faz treino à parte. O caso do atacante peruano permitiria ao clube da Gávea exercer renovação automática pelo mesmo período do atleta sem exercer sua atividade profissional - como prevê a Lei Pelé -, mas tal medida, pelas circunstâncias de processo em vigor para anulação da pena, não será adotada.

Ou seja, o Flamengo vai negociar com Guerrero sem exercer a possibilidade de renovação automática. No entendimento de jogador e clube a prática precisaria de comum acordo entre os dois lados - o que aconteceu anteriormente para o caso da suspensão de contrato.


O atual contrato de Guerrero com o Flamengo vai até o dia 10 de agosto. Os advogados do jogador aguardam para esta semana a fundamentação da Fifa para dar entrada no CAS em busca da abolvição de Guerrero. Hoje, Guerrero está suspenso de suas atividades profissionais até o dia 3 de maio. Anteriormente, a pena era de um ano, mas ela foi reduzida no Comitê de Apelação da Fifa.

O Flamengo tem esperança de contar com Vágner Love para jogar ao lado de Guerrero - no momento que o peruano conseguir absolvição ou nova redução de pena. O advogado do "Artilheiro do Amor" está na Turquia buscando a liberação de Love. No elenco atual, Felipe Vizeu e Lincoln, dois pratas da casa, são os únicos centroavantes.

Fonte: Com informações do Globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com