Jogar fora de casa n?o foi empecilho para o Fluminense ficar muito pr?ximo da classifica??o na Ta?a Libertadores da Am?rica. Em Assun??o, num Defensores del Chaco meio vazio, o Tricolor venceu o Libertad por 2 a 1, de virada, com dois gols de Washington contra um de Samudio (assista aos gols da partida ao lado). A equipe brasileira assumiu a lideran?a do Grupo 8, com sete pontos, ao fim do primeiro turno desta fase. A LDU est? na segunda coloca??o, tamb?m com sete pontos, mas com saldo inferior. O Arsenal soma quatro, e os paraguaios ainda est?o zerados.

Renato Ga?cho preferiu adiantar Thiago Neves e Conca, deixando C?cero na cabe?a-da-?rea junto com Arouca e Ygor, o que deixou os meias mais livres para criarem chances para Washington, que jogou isolado na frente. Sozinho, mas sempre eficiente, pois marcou os dois gols tricolores depois de Samudio ter inaugurado o placar para os donos da casa. Desde julho de 99, num amistoso contra a sele??o de El Salvador, o Flu n?o vencia um jogo no exterior.

Fluminense e Libertad voltam a se enfrentar no Maracan?, no pr?ximo dia 2 de abril, j? pelo returno do Grupo 8. Se a LDU vencer o Arsenal, na pr?xima quarta-feira, e o Tricolor voltar a superar os paraguaios na semana seguinte, brasileiros e equatorianos j? estar?o classificados para as oitavas-de-final.

Flu sem medo desde o in?cio

O Tricolor mostrou atitude desde o in?cio e tomou a iniciativa da partida nos primeiros cinco minutos. O Libertad se segurou na defesa e assistiu a dois belos dribles de Junior Cesar na ponta esquerda, mas os cruzamentos n?o foram precisos.

Aos poucos, a equipe paraguaia foi se soltando primeiro com bolas al?adas na ?rea sem muito perigo. Aos 11 minutos, o time da casa quase abriu o placar em lan?amento de Samudio, que deixou Mart?nez cara a cara com Fernando Henrique. O goleiro dividiu com o meia, que ficou com a sobra, mas j? sem ?ngulo chutou para fora.

O primeiro chute tricolor s? aconteceu aos 16, numa bomba de Arouca sem muita dire??o. Os paraguaios, no entanto, continuaram incomodando, e a torcida local chegou a pedir p?nalti de C?cero em Robles, aos 17, mas a falta foi mesmo fora da ?rea e, na cobran?a, Aquino chutou forte, a bola desviou em Thiago Silva e saiu pela linha de fundo.

A estrela do experiente goleiro Horacio Gonz?lez brilhou em dois lances seguidos. O camisa 1 do Libertad espalmou para fora uma bomba de Thiago Neves de fora da ?rea, aos 22. No minuto seguinte, Conca pegou uma sobra da defesa advers?ria e soltou o p?, mas novamente Gonz?lez mandou o perigo para escanteio.

Quando o gol do Flu amadurecia, veio o castigo. Aos 29, Aquino cobrou escanteio pela esquerda, Luiz Alberto se descuidou da marca??o de Samudio, que subiu mais alto que a zaga e cabeceou para o fundo da rede, sem chances para Fernando Henrique.

O Tricolor acusou o golpe e passou alguns minutos sem conseguir incomodar o Libertad. Mas, quando incomodou, foi fatal. Aos 40, Thiago Neves recebeu de C?cero, mas se enrolou com o goleiro e n?o conseguiu concluir, e a zaga afastou. O time brasileiro recuperou a bola, Gabriel tabelou bonito com Conca e cruzou com perfei??o para a cabe?ada perfeita de Washington. Tudo igual antes de os times sa?rem para o intervalo.

Virada para a vit?ria

Logo aos cinco minutos, o Flu, que come?ou melhor tamb?m o segundo tempo, virou o jogo no Paraguai. Conca cobrou escanteio pelo lado direito, a zaga ficou parada e Washington, oportunista, s? cutucou para as redes do Libertad. Empolgado, o Tricolor quase fez mais um no minuto seguinte em chegada pela esquerda de C?cero, que mandou para fora.

Washington teve outra chance para matar o jogo aos 12 minutos, mas, ap?s tabelar com Conca, preferiu se atirar na ?rea, enquanto o goleiro ficava com a bola. A ?ltima cartada do Libertad foi a entrada de Cuevas, jogador que j? disputou duas Copas do Mundo pelo Paraguai. Ele apareceu cheio de g?s no ataque logo aos 18, mas, na primeira jogada depois de alguns dribles