A Federação Paulista de Futebol divulgou, na tarde desta quarta-feira (14), mudanças na tabela das quartas de final do Paulistão, anunciada na véspera.

A medida foi tomada para atender a um pedido da Polícia Militar de São Paulo e, ao mesmo tempo, contemplar a vontade dos clubes envolvidos.

Tudo começou quando o Bragantino resolveu levar para o Pacaembu seu jogo contra o Corinthians, atrás de uma renda maior de bilheteria. 

A Polícia Militar de São Paulo, então, fez a ressalva de que não teria como garantir a segurança, solicitando mudança de data, hora ou local do jogo. De acordo com o major Alexandre Vilariço, havia um risco de que as torcidas de Corinthians e São Paulo se cruzem na capital paulista, já que o Tricolor jogaria no mesmo dia às 16h em São Caetano do Sul.

 (Crédito: Divulgação/FPF)
(Crédito: Divulgação/FPF)

Dos oito times envolvidos nas quartas de final do Paulistão, só o Palmeiras se mostrou contrário à decisão do Bragantino de levar seu mando de campo para São Paulo, o que, no entender do clube alviverde, causa um problema esportivo – o rival Corinthians passa a ter dois jogos em que seus torcedores seriam maioria nos estádios.

Tópicos