Gatito Fernández comemora feito e é festejado em chegada ao Rio

Ironia do destino, Gatito é paraguaio e conhece bem o Olímpia

Herói improvável do Botafogo, pois entrou na equipe após Helton Leite se lesionar, o goleiro Gatito Fernández foi altamente decisivo ao pegar três pênaltis na disputa contra o Olimpia, na noite desta quarta-feira, no Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai, onde o time carioca assegurou classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores.


Após derrota por 1 a 0 no tempo normal, depois de a equipe carioca ter vencido pelo mesmo placar no duelo de ida do mata-mata, no Rio, os botafoguenses liquidaram os paraguaios por 3 a 1 nos pênaltis ao converterem as suas cobranças com Camilo, Rodrigo Pimpão e Victor Luís, enquanto Gatito defendeu as batidas de Ortiz, Mendoza e Benítez.

Image title

Ironia do destino, Gatito é paraguaio e pesou para o seu sucesso o fato de que conhece muito bem o Olimpia, pois foi formado como jogador pelo arquirrival Cerro Porteño e acumulou duas passagens pela equipe do seu país como profissional, sendo a última delas entre 2012 e 2014. Isso ficou claro em uma das cobranças, na qual mostrou conhecer as características dos batedores ao ficar parado no meio do gol para espalmar um dos tiros diretos.

"Era um jogo muito especial para mim. Não queria entrar nessa situação, por causa da lesão de um colega. Por isso queria dedicar a nossa gente, em especial ao Helton, que foi um reforço grande para o jogo, ao Montillo, que ficou em casa, ao Jefferson, o Luis. A equipe é muito forte, muito forte", ressaltou o goleiro.

O herói ainda destacou que essa sua atuação "representa uma reviravolta" em sua trajetória no Botafogo, depois de ter perdido a posição para Helton Leite, que foi mantido como titular mesmo após Gatito ter se recuperado de lesão.
Image title

Fonte: iG