Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Goleiro dá a volta por cima e tenta levar Corinthians à final da LNF

Fernando Lopes Pereira teve um distúrbio que causou a perda de todos os pelos do corpo

Goleiro dá a volta por cima e tenta levar Corinthians à final da LNF
Careca é símbolo de superação e qualidade no gol do futsal do Corinthians | Divulgação
Compartilhe

Aos dois anos de idade, Fernando Lopes Pereira passou por uma situação que mudaria a sua vida. Após ser atacado por um cachorro, o garoto sofreu um trauma que desencadeou em um distúrbio conhecido como alopecia universal, disfunção que faz com que todos os pelos do corpo caiam. Sem cabelos desde os seis anos, Careca, como hoje é conhecido, deu a volta por cima tornando-se goleiro de uma das maiores equipes de futsal do país.

O Corinthians, de Careca, inclusive, enfrenta o Joinville nesta quinta-feira no jogo de volta da semifinal da LNF - o SporTV2 transmite ao vivo a partir das 18h45. Vitorioso na partida de ida, em São Paulo, o Timão está a um empate de chegar à final para enfrentar o já classificado Sorocaba. Informações do site GloboEsportes.com

Careca é símbolo de superação e qualidade no gol do futsal do Corinthians

- Às vezes nem meu pai me chama Fernando, ele me chama de Careca. Em casa é amor ou papai. Fernando muito difícil de escutar. Até esqueci que meu nome é Fernando - disse o goleiro do Corinthians, antes de dar uma breve explicação sobre o seu distúrbio:

- Eu não tenho sobrancelha. Não tenho pelo no braço. Sou totalmente sem pelos, não tenho nada. Isso começou a se manifestar quando eu tinha dois anos de idade, não lembro, mas meus pais contam uma história que um cachorro me atacou e esse cachorro me deu um susto. Esse susto, em contato com a predisposição que eu já tinha, fez meus pelos começarem a cair em algumas partes. Foi passando o tempo, com seis anos eu entrei na escola e caiu tudo - contou Fernando.

Com uma aparência diferente dos meninos da sua idade, Careca usou o futsal como ferramenta de desenvolvimento social. Ao entrar numa escolinha, Fernando - que é natural de Jandira, na Região Metropolitana de São Paulo - foi tornando-se popular graças ao talento com a bola.

- O fato de entrar no esporte, estar inserido no esporte, e começar a me destacar fez com que eu deixasse um pouco de lado a minha diferença. Comecei a ser visto como como Careca que bate uma bola, que joga bola em Barueri. Eu era o Careca do GRB - descreveu.

Com o sucesso, Careca foi jogar futebol na base do Barueri. Contudo, como o clube não tinha equipe profissional, e ele estourou a idade do sub-20 em 2009, o jovem optou por fazer faculdade de ciências contábeis, deixando o esporte de lado.

Com 24 anos, porém, Careca recebeu um convite para jogar em uma equipe de futsal de Mogi das Cruzes. Talentoso, ele foi chamado para atuar no Corinthians um pouco depois, iniciando uma carreira de sucesso, que inclui o título da LNF 2016 pelo Timão e uma passagem pelo Atlântico Erechim antes do retorno ao Parque São Jorge em setembro deste ano.

- Eu sei que muitas pessoas queriam estar aqui, então, eu represento elas. Meus amigos, minha família, minha mãe, meu pai, meu avô e todo mundo que passou pela minha vida, assim meus treinadores. E tento ao máximo, não botar um fardo, que seja uma inspiração para entrar na história dessa equipe, dessa camisa tão pesada como a do Corinthians - finalizou.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar