GP da Rússia: Vettel acaba com jejum de um ano e conquista pole

Vettel deu mais uma amostra do enorme potencial da SF70-H.

Depois de uma vitória consagradora na Austrália, dosegundo lugar na China e de nova vitória no Bahrein, Sebastian Vettel tem novos motivos para comemorar neste início de temporada 2017 da F1. No seu terceiro ano pela Ferrari, o alemão finalmente tem um carro vencedor e capaz de lutar pelo pentacampeonato.

Neste sábado (29), em Sóchi, Vettel deu mais uma amostra do enorme potencial da SF70-H e cravou a pole-position do GP da Rússia. Uma pole que representou o fim do jejum de mais de um ano e meio, exatos 589 dias, e que é ainda mais emblemática por ter sido lograda em um território até então dominado pela Mercedes.

Sebastian Vettel
Sebastian Vettel

A última vez que Seb conquistou a posição de honra do grid de largada foi no GP de Singapura, em 19 de setembro de 2015. Portanto, foram nada menos que um ano, sete meses e dez dias de intervalo até que Vettel novamente comemorasse uma pole-position na F1. Foram 30 GPs de jejum, portanto.

Naquela oportunidade em Marina Bay, Vettel tirou proveito do péssimo fim de semana da Mercedes, que não foi nem sombra da equipe dominante que varreu a concorrência em 2015. Com Hamilton e Nico Rosberg irreconhecíveis, Seb aproveitou o segundo melhor carro do grid naquela temporada para faturar a pole.

Se em Singapura 2015 Vettel aproveitou o fim de semana ‘fora da curva’ da Mercedes, o cenário é bem diferente na Rússia. A Ferrari dominou todo o fim de semana, liderando os três treinos livres em Sóchi, sendo um com Kimi Räikkönen e os outros dois com Vettel, sendo muito mais forte que a rival prateada. Vettel, assim como a Ferrari, jamais venceu no circuito russo, que recebe a F1 desde 2014 e só viu triunfos da Mercedes (Hamilton em 2014 e 2015 e Nico Rosberg no ano passado).

Ao largar da posição de honra em Sóchi, Vettel tem todas as credenciais para conquistar mais uma vitória na temporada 2017. Afinal, a Ferrari mostrou ótimo ritmo de corrida em todas as corridas até agora e, caso confirme a performance com a bem-nascida e equilibrada SF70-H neste domingo, o alemão poderá ter a chance de abrir uma boa diferença para Hamilton, seu adversário direto na luta pelo título.

Fonte: MSN