Grêmio é punido por invasão de filha de Renato Gaúcho e perde mando

Equipe gaúcha vai pedir um efeito suspensivo

O Grêmio foi punido nesta quarta-feira (16) pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e perdeu o mando de campo da partida de volta da final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, marcado para o dia 30 de novembro, na Arena.

A punição foi dada pela invasão de campo de Carol Portaluppi, filha do técnico Renato Gaúcho, após a partida de volta contra o Cruzeiro, válida pela semifinal da competição.

Segundo o jornal Zero Hora, inicialmente foram dados dois votos para que o clube gaúcho fosse apenas multado em R$ 30 mil. No entanto, um terceiro auditor pediu a perda do mando de campo, fazendo seus colegas mudarem de ideia e acompanharem o voto de retirar o jogo da Arena.

Ainda segundo o diário, o clube de Porto Alegre pedirá ao tribunal um efeito suspensivo até que o recurso do caso possa ser julgado pela entidade, o que permitiria à equipe gaúcha jogar a grande decisão em seu estádio. O duelo de ida é no próximo dia 23, em Belo Horizonte.

Vale lembrar que o Grêmio é reincidente em episódios de invasão de campo nesta temporada, já que, no final de setembro, a modelo Eridiane Morais Jeremias, candidata ao concurso "Miss Bumbum", entrou no gramado durante jogo contra o Palmeiras, pelo Brasileirão. Na ocasião, porém, o "Imortal" foi absolvido de culpa pelo STJD.


Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho, acompanhou pai após Grêmio x Cruzeiro (Crédito: Reprodução)
Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho, acompanhou pai após Grêmio x Cruzeiro (Crédito: Reprodução)




Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com