Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Hamilton bate Schumacher e é recordista absoluto de vitórias na F1

O inglês da Mercedes venceu o GP de Portugal e, com o 92º triunfo na categoria, superou as 91 vitórias de Michael Schumacher.

Compartilhe

Lewis Hamilton é o recordista absoluto de vitórias na história da Fórmula 1. Neste domingo, o inglês da Mercedes venceu o GP de Portugal e, com o 92º triunfo na categoria, superou as 91 vitórias de Michael Schumacher. O inglês terminou com segundos de vantagem sobre o companheiro de equipe Valtteri Bottas, que acabou em segundo. Max Verstappen (RBR) fechou o pódio, em terceiro.

Num começo de prova frenético, o pole position Hamilton teve dificuldade para aquecer seus pneus médios na primeira volta e foi ultrapassado por Bottas e por Carlos Sainz Jr., que liderou as primeiras voltas com a McLaren. Depois, os dois pilotos da Mercedes passaram o espanhol, e Hamilton tomou a liderança de Bottas na volta 20. Sem dificuldades, o inglês partiu para a conquista da 92ª vitória.

Lewis Hamilton é o recordista absoluto de vitórias 

Com a oitava vitória no ano, Hamilton chegou a 256 pontos contra 179 de Bottas, aumentando portanto sua vantagem na liderança do campeonato para 77 pontos. Com isso, o inglês abre a possibilidade de conquistar o heptacampeonato mundial daqui a duas corridas, na Turquia.

Após fazer a quarta dobradinha em 12 corridas no ano, a Mercedes também se aproximou do heptacampeonato mundial de construtores. Agora, a equipe alemã lidera a tabela com 435 pontos contra 226 da vice-líder RBR. São 209 pontos de vantagem com 220 em jogo, e, com isso, a Mercedes poderá assegurar o título na próxima corrida, em Imola.

Também marcaram pontos, da quarta à décima colocações, Charles Leclerc (Ferrari), Pierre Gasly (AlphaTauri), Carlos Sainz Jr. (McLaren), Sergio Pérez (Racing Point), Esteban Ocon (Renault) Daniel Ricciardo (Renault) e Sebastian Vettel (Ferrari).

HAMILTON: "Eu devo isso à Mercedes e todos na fábrica. É um privilégio trabalhar com eles. O que eu conquistei hoje era antes um sonho. Vai levar um tempo para a ficha cair. Não tenho muitas palavras no momento."

BOTTAS: "Eu fiquei feliz de assumir a ponta depois da largada, mas depois disso fiquei sem ritmo. Eu esperava esticar a vida do primeiro jogo de pneus e trocar para os macios, mas acho que não faria a diferença."

VERSTAPPEN: "Tínhamos pouca aderência, tentei ficar longe dos problemas e fazer minha corrida. No fim, terminamos onde merecíamos..."

Bottas, Hamilton e Verstappen no pódio de Portugal — Foto: Getty Images 

Largada

Com uma garoa caindo em Portimão, Hamilton manteve a liderança na largada, enquanto Verstappen passou Bottas. Logo depois, o finlandês reagiu e recuperou o segundo lugar; e o holandês teve um choque com Pérez na disputa pelo terceiro lugar na curva 4. Na curva seguinte, Bottas passou Hamilton, e Sainz, com pneus macios contra os médios das Mercedes, veio com tudo e assumiu a liderança na sequência da volta.




Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar