Homem preso tinha imagens de astros do Real sob mira de arma

Detido por possuir armas de guerra

Em julho de 2014, um homem foi preso na Espanha por porte ilegal de armas de guerra. Em seus arquivos, a polícia encontrou fotos que mostram falhas de segurança com membros da família real e do governo do país na mira de suas armas. Neste sábado, o jornal "El Confidencial" revelou que até as estrelas do Real Madrid correram perigo e não sabiam.

O preso chama-se Santiago Sánchez Ramírez, um vendedor de carros em Torrejón de Velasco (Madri) e seu julgamento ocorreu durante a última semana - a pena pode ser de nove anos. Pelas investigações, o franco-atirador posicionava-se com a arma de longo alcance em locais que seria possível acertar um tiro na pessoa escolhida. Entre as fotos encontradas pela polícia, há imagens do técnico Carlo Ancelotti, que treinou o Real de 2013 a 2015, e do presidente Florentino Pérez na mira de Santiago. Jogadores como Marcelo, Benzema e Cristiano Ronaldo também aparecem nos arquivos do franco-atirador como pessoas que foram observadas.

De acordo com o jornal, Santiago estacionava uma van perto do centro de treinamentos de Valdebebas, onde o Real Madrid faz suas atividades. Em uma das imagens, o próprio franco-atirador faz uma selfie na entrada do local com o goleiro Iker Casillas ao fundo, dentro do carro, dando autógrafos para os torcedores (o camisa 1 trocou o clube pelo Porto em 2015). É comum encontrar fãs do Real na porta do CT à espera dos ídolos para conseguir algum contato.

Em entrevista ao "El Confidencial", Santiago afirmou que sua intenção era mostrar como seria fácil fazer um ataque a pessoas importantes na Espanha devido a falhas de segurança, tanto no governo como no Real Madrid, por exemplo.

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com