Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Jogadora não perderá patrocínio do BB após pedir "Fora Bolsonaro"

Jogadora de vôlei de praia, criticou presidente em fala transmitida ao vivo no SporTV

Compartilhe

Pegou mal a fala da jogadora de vôlei de praia, Carol Solberg, que declarou "Fora, Bolsonaro" após a conquista do bronze na primeira etapa da temporada do Circuito Brasileiro de vôlei de praia, transmitida ao vivo no SporTV, ao lado de Talita, neste domingo (20).

A entidade, que é patrocinada pelo Banco do Brasil, afirmou que a manifestação de cunho político "denigre a imagem do esporte". A confederação Brasileira de Vôlei (CVB) disse ainda que tomará todas as medidas cabíveis para que fatos como esses não voltem mais a ser praticados. A fala aconteceu durante a tradicional manifestação das atletas no microfone ao final das partidas que valem pódio.

Talita e Carol Solberg- Foto: Divulgação

Conforme o UOL, não existe qualquer patrocínio do Banco do Brasil à Carol. Ela usava um top com a marca do banco estatal porque, no Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, como é usual na modalidade, a parte de cima do uniforme é fornecido pelo organizador (no caso, a Confederação Brasileira de Vôlei) e de uso obrigatório para as duplas. Em Saquarema (RJ), foram distribuídos modelos nas cores amarelo, branco, azul, verde e dourado.

O Banco do Brasil patrocina a Confederação Brasileira de Vôlei desde 1991, no governo Fernando Collor, e foi renovado por outros seis presidentes: Itamar Franco, FHC, Lula, Dilma e Temer. O contrato mais recente foi firmado em 2016, durante o governo Temer, com reserva de R$ 218 milhões por quatro anos de um acordo que termina ao final deste ano.

 Existe um temor grande, nos bastidores, que o contrato não seja renovado. Paralelamente, o Banco do Brasil tem a tradição de patrocinar as duas melhores jogadores de vôlei de praia do país, a partir de critérios do próprio banco.

Além disso, o BB tem contratos individuais com seus "embaixadores do esporte", usualmente campeões olímpicos, que recebem um valor mensal para terem suas imagens ligadas ao banco, em troca de participação em alguns eventos.

O ato praticado neste domingo (20.09) pela atleta Carol Solberg durante a entrevista ocorrida ao fim da disputa de 3º e 4º lugar da primeira etapa do Circuito Brasileiro Open de Volei de Praia – Temporada 2020/2021, em nada condiz com a atitude ética que os atletas devem sempre zelar.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar