Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Ministério da Saúde se diz “favorável” ao retorno do futebol

Órgão do Governo Federal diz que "futebol é atividade esportiva relevante no contexto brasileiro e que sua retomada pode contribuir para as medidas de redução do deslocamento social"

Compartilhe

Por meio de uma minuta, o Ministério da Saúde se mostrou favorável à volta do futebol no Brasil. De acordo com o documento, o órgão defende que o esporte é “relevante no contexto brasileiro e que sua retomada pode contribuir para as medidas de redução do deslocamento social através da ‘teletransmissão’ dos jogos para domicílio”. As informações são da Gazeta Esportiva.

Futebol pode voltar nos próximos dias. Foto: Reprodução

“Este Ministério é favorável ao retorno das atividades do futebol brasileiro, desde que atendias todas as medidas apresentadas neste parecer”, escreveram.

O documento ainda conta com diversas ressalvas e questionamentos à proposta apresentada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que pleiteia a retomada das atividades o quanto antes.

“Ministério da Saúde sugere que a Confederação Brasileira de Futebol garanta a realização dos testes e avaliações constantes não apenas nos atletas, mas também que seja ofertado aos membros das comissões técnicas, funcionários e colaboradores, assim como os respectivos familiares e contratantes próximos. Cabe ressaltar que no momento, a disponibilização de testes rápidos no sistema de saúde encontra-se saturado diante das necessidades da população brasileira”, salientou.

“Diante da afirmação acima, na proposta apresentada, não fica evidenciado onde serão realizados os testes, periodicidade e critérios de retestagem, e como serão assistidos caso o diagnóstico dos atletas seja positivo”, acrescentou.

Abaixo, confira todas as recomendações abordadas na minuta do Ministério da Saúde:

A documentação apresentada não se caracteriza como um plano de ação para a retomada das atividades de futebol em nível estadual e nacional, carecendo de ajustes direcionados para uma retomada segura e adequada considerando as diferenças epidemiológicas loco-regionais.

Em que pese a importância do assunto, ressaltamos a necessidade de que os planos considerem para a definição da retomada e realização das partidas:

  1. O perfil epidemiológico apurado pelas autoridades de saúde municipais e estaduais previamente às atividades de treinamento e realização dos jogos.
  2. A adoção de ações que garantam o distanciamento adequado e seguro entre os profissionais que atuam na organização das atividades previstas;
  3. A garantia de que os treinamentos e as partidas ocorram com os portões fechados;
  4. A efetivação de estratégias e meios para que não ocorram aglomerações nas imediações dos locais onde as partidas serão realizadas;
  5. A garantia de que os profissionais envolvidos e jogadores que apresentem sintomas sigam as orientações médicas para a quarentena.
  6. Sugere-se assim o envolvimento de outros setores governamentais, tais como: 

– Ministério da Economia

– Ministério da Cidadania

– Ministério da Justiça e Segurança Pública

– Casa Civil

– Anvisa

– Entidades representativas de estados e municípios


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar