mais

Ministério Público e FFP lançam manual com foco em redução de violência

O objetivo da cartilha é transmitir de forma dinâmica e leve as informações sobre os direitos e deveres dos torcedores

O Ministério Público do Estado do Piauí e a Federação de Futebol do Piauí (FFP-PI) lançaram na, quarta-feira (29), o Manual do Torcedor Campeão. O conteúdo da cartilha foi elaborado pela 32ª Promotoria de Justiça de Teresina, especializada na defesa dos direitos do consumidor, e a impressão ficou a cargo da FFP-PI.

O lançamento foi realizado durante reunião no gabinete do procurador-geral de Justiça do Piauí, Cleandro Moura, com a participação da promotora de Justiça Graça Monte, titular da 32ª PJ, e do vice-presidente da Federação, Jaime Oliveira.

O conteúdo da cartilha foi elaborado pela 32ª Promotoria de Justiça de Teresina - Foto: AscomO conteúdo da cartilha foi elaborado pela 32ª Promotoria de Justiça de Teresina - Foto: Ascom

O objetivo da cartilha é transmitir de forma dinâmica e leve as informações sobre os direitos e deveres dos torcedores, bem como reforçar a importância da participação de todos na construção da paz e na prevenção dos atos de violência. O material reforça também a necessidade dos torcedores observarem e cumprirem as normas e protocolos de combate à Covid-19 nas arenas desportivas do estado.

Durante o encontro, o chefe do Ministério Público agradeceu pelo apoio e a parceria.“O Ministério Público já tem uma vasta atuação nessa questão da segurança nos estádios do Piauí, e tem trabalhado incessantemente para evitar os atos de violência. O futebol é um esporte que tem o objetivo de congregar as pessoas e não o de causar discordâncias. Assim, o MP quer contribuir para o desenvolvimento de um ambiente saudável nas arenas esportivas do nosso estado”, disse o PGJ do Piauí.

O objetivo da cartilha é transmitir de forma dinâmica e leve as informações sobre os direitos e deveres dos torcedores - Foto: AscomO objetivo da cartilha é transmitir de forma dinâmica e leve as informações sobre os direitos e deveres dos torcedores - Foto: Ascom

A promotora Graça Monte explicou como surgiu o Manual do Torcedor. “Essa ideia nasceu a partir da percepção do crescente número de casos de violência nos estádios. O objetivo não é só atuar de forma reativa: a cartilha visa a ser um instrumento de prevenção às práticas de violência. As pessoas precisam compreender a necessidade de haver um respeito mútuo”, avaliou a titular da 32ª PJ.

“O Ministério Público é um grande parceiro da Federação de Futebol. O lançamento desse material representa mais um marco nesse trabalho conjunto que temos feito. Temos a expectativa de que os torcedores se conscientizem de que os estádios não são locais para atos de agressão, mas de lazer e alegria”, destacou o vice-presidente da FFP-PI, Jaime Oliveira.

Inicialmente, foram impressos mil exemplares do material. As cartilhas serão distribuídas em estádios, clubes de futebol e escolas de rede pública de ensino da capital.

O lançamento foi prestigiado também pelo diretor de registro da Federação, Anderson Sousa, pelo presidente da Comissão Estadual de Arbitragem (CEAF-PI), José Steifel, e pelo árbitro Tiago Castro.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail