mais

"Não aguentava mais fazer cirurgia", diz Mayra Aguiar após ganhar bronze

As lágrimas começaram a escorrer dos olhos de Mayra Aguiar assim que sua vitória sobre Hyunji Yoon foi confirmada

As lágrimas começaram a escorrer dos olhos de Mayra Aguiar assim que sua vitória sobre Hyunji Yoon foi confirmada. A terceira medalha de bronze olímpica consecutiva, conquistada na manhã desta quinta-feira no lendário templo Budokan de Tóquio, foi talvez a mais sofrida de todas para a gaúcha

Ela passou por mais uma cirurgia, essa constante na vida de atletas de alta performance, em novembro de 2020, em plena pandemia de covid-19. Precisava reparar uma grave lesão no joelho esquerdo.

Nesta quinta, toda a corrida contra o tempo para competir nas Olimpíadas de Tóquio 2020 valeu a pena. Mayra conquistou sua terceira medalha e não conteve a emoção quando entrevistada na saída do tatame.

''Superar, superar'

- Acho que é a conquista mais importante para mim. Foram difíceis os últimos tempos, bem difíceis, tem que superar, superar de novo e de novo. Não aguentava mais fazer cirurgia, ainda mais no momento que vivemos, tive medo, angústia. Mas continuei. Dar o nosso melhor vale a pena - desabafou a judoca.

Mayra Aguiar chorar após ganhar medalha de bronze Foto:  Reuters/Sergio PerezMayra Aguiar chorar após ganhar medalha de bronze Foto:  Reuters/Sergio Perez

Apoio na carreira 

Mayra não se esqueceu de quem a apoiou no momento mais difícil de sua carreira. Ela lembrou de todo seu sistema de apoio, incluindo a família e treinadores.

- Muito importante para mim. Não conseguiria nada sem minha família, me apoiaram em tudo e estavam comigo nos momentos mais complicados. Obrigada por me apoiar, por me aguentar, eu sou bem chata às vezes. Energia boa. TPM, cansada, com dor, estava comigo. Meus técnicos, apoio, todos. Que me fazem levantar todos os dias. Obrigada por estarem ali. Beijo para o seu Moacir. Me fez amar luta no chão. Pensei: "Não vou soltar, tenho potencial para ganhar essa luta". Beijão a todos. Obrigada de coração - disse.

Conquista histórica

O feito de Mayra é histórico em diversos sentidos. A judoca se torna a primeira brasileira a conquistar três medalhas olímpicas em um esporte individual: antes de Tóquio, já havia subido ao pódio em Londres 2012 e Rio 2016. É, também, a primeira a fazer isso em três Olimpíadas em sequência.

Mayra também chega ao topo do esporte que mais deu medalhas ao Brasil em Olimpíadas. O judô soma 24 pódios em Olimpíadas. Mayra tem três, mais do que qualquer outro no país.


Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail