Olimpíadas são abertas na Estácio/Ceut e conta com mil alunos

Disputas com cerca de mil estudantes de 24 escolas particulares.

Foram abertas, no Auditório da Faculdade Estácio/Ceut, no final da tarde deste sábado (06), as Olimpíadas das Escolas Particulares de Teresina, promovida pelo Sindicato das Escolas Particulares do Estado do Piauí (Sinepe/PI), e pela Federação das Escolas do Piauí (SEEEPI).

O presidente do  Sindicato das Escolas Particulares do Estado do Piauí-Sinepe, no Piauí, professor Paulo Machado, afirmou que o espírito das Olimpíadas das Escolas Particulares não pode somente oferecer e transmitir conhecimento. Segundo ele,  as Olimpíadas mostram a preocupação das escolas com o bem-estar dos alunos.

 Olimpíadas das Escolas Particulares de Teresina (Crédito: Efrém Ribeiro)
Olimpíadas das Escolas Particulares de Teresina (Crédito: Efrém Ribeiro)

“As Olimpíadas das Escolas Particulares são exigências dos próprios estudantes, porque é um momento em que eles se reúnem, se congregam. Elas só existem porque os alunos fazem essa exigência. Aliás, cada escola devia ter seus Jogos Escolares, porque os pais vem para ver seus filhos e é um momento lúdico”, disse Paulo Machado.

Até o final de maio serão realizadas disputas com cerca de mil estudantes de 24 escolas particulares nas modalidades: vôlei, basquete, futsal, handebol, judô, xadrez, tênis de mesa, badminton.

O coordenador  dos Jogos Olímpicos das Escolas Particulares, James Lima, afirmou que as Olimpíadas deste ano contam com oito modalidades, sendo que quatro são coletivas e quatro individuais, com atletas de 06 anos de idade até 17 anos.

James Lima (Crédito: Efrém Eibeiro)
James Lima (Crédito: Efrém Eibeiro)

“Nós estamos tendo uma participação maciça dos alunos de pouca idade e que estão no ensino fundamental e até os que estão no ensino médio. Estamos felizes de congregar tantos estudantes, e no dia 10 já começam as competições que vão até o final de maio”, afirmou James Lima.

Segundo ele,  o objetivo das Olimpíadas é a integração das escolas para levar o esporte que repassa os valores sociais e ajuda no processo educativo para o engrandecimento dos jovens.

O diretor da faculdade Estácio/Ceut, Renan Brandão, declarou que  para a instituição universitária é a uma grande honra sediar um evento como as Olimpíadas das escolas Particulares, porque segundo ele, é um incentivo à prática esportiva para crianças e jovens e que o esporte faz parte do DNA da Estácio.

Segundo ele, a Estácio tem centenas de alunos bolsistas atletas e muitos deles participaram dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro no ano passado.

Ai centro da mesa (camisa branca) i diretor da faculdade Estácio/Ceut, Renan Brandão (Crédito: Efrém Ribeiro)
Ai centro da mesa (camisa branca) o diretor da faculdade Estácio/Ceut, Renan Brandão (Crédito: Efrém Ribeiro)

“Esse incentivo ao esporte desde a infância  é muito especial. A gente se engaja muito nessa causa, porque educação e esporte caminham sempre juntos”, afirmou Renan.

Ele lembrou que ao mesmo tempo em que ocorria a abertura do evento na quadra de esportes da faculdade Estácio/Ceut, a instituição fez um trabalho com a coordenação dos cursos que oferece, mostrando as características de cada curso para os estudantes do ensino médico e fundamental.

“A gente aproveita o momento para mostrar a realidade dos cursos na área de Saúde, Educação Física, assim como Fisioterapia, Jornalismo, Publicidade e Propaganda e alguns estudantes de Jornalismo estão fazendo reportagens sobre as Olimpíadas como prática de seu curso”, acrescentou.

Olimpíadas das Escolas Particulares de Teresina, (Crédito: Efrém Ribeiro)
Olimpíadas das Escolas Particulares de Teresina, (Crédito: Efrém Ribeiro)

A Estácio/Ceut oferece os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Direito, Educação Física, Fisioterapia, Enfermagem, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Gestão de Recursos Humanos e Arquitetura e Urbanismo. A Estácio também vai oferecer o curso de Psicologia, já aprovado pelo Ministério da Educação (MEC).

O coordenador do curso de Educação Física da Estácio/Ceut, Alisson Silva, disse que as Olimpíadas abertas na tarde deste sábado são uma congregação das escolas particulares no momento de descontração que não é da competição do mercado de trabalho, mas  sim da congregação na parte esportiva.

Alisson Silva (Crédito: Efrém Eibeiro)
Alisson Silva (Crédito: Efrém Eibeiro)

“As escolas particulares procuraram ajuda da Estácio/Ceut para fazer essa integração, como se fosse um campo neutro onde todos os colégios ficam congregados e não fica aquele ciúme de que uma escola sediou e outra não. A Estácio abriu as portas para que essas escolas tivessem um momento de paz, tranquilidade, de congresssamento dos alunos por meio do esporte”, disse Alisson Silva.

A coordenadora do curso de Jornalismo, Propaganda e Publicidade da Estácio/Ceut, Maria Helena Oliveira, afirmou que a Estácio está aproveitando esse momento da abertura das Olimpíadas, que congrega várias escolas, pais e alunos,  também para  fazer um espaço de demonstração do que a faculdade tem a oferecer para a sociedade e para esses alunos que em breve estarão fazendo no ensino superior.

Maria Helena Oliveira (Crédito: Efrém Eibeiro)
Maria Helena Oliveira (Crédito: Efrém Eibeiro)

“Nós estamos mostrando o curso de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, mas todos os cursos estão participando. Nós vamos mostrar como funcionam os cursos, o mercado de trabalho e também alunos estão participando com a gente nessa ação, porque temos essa prática de colocar os alunos ativos desenvolvendo suas práticas. Nós temos estudantes de Jornalismo fazendo a cobertura do evento e veiculando na página na internet, e os estudantes de Publicidade fizeram uma arte para o evento”, disse.

O estudante Lourenzo Sassi Camargo, pivô da equipe de futsal do Colégio CPI/Ilhotas, disse que sua expectativa é de que sua escola seja campeã na modalidade, já que a equipe foi sagrada vice-campeã nos Jogos Escolares, realizado na semana passada.

 Olimpíadas das Escolas Particulares de Teresina (Crédito: Efrém Ribeiro)
Olimpíadas das Escolas Particulares de Teresina (Crédito: Efrém Ribeiro)

“A minha expectativa é de a gente ficar muito focado no trabalho, a gente tem um potencial muito grande. Nós fomos vice-campeões na competição passada e a minha perspectiva é uma das melhores”, contou.

A lateral da equipe de handebol, do Colégio Jesus de Nazaré, do bairro aeroporto, na zona Norte da capital, Sarah Beatriz Matos Sousa, disse que é a primeira vez que participa das Olimpíadas das Escolas Particulares e que sua equipe foi formada há dois meses.

“Nós estamos nos preparando há um bom tempo e nós estamos jogando há um tempinho, e queremos ser campeões”, declarou Sarah.

A abertura das Olimpíadas teve como mestre de cerimônia a jornalista Maia Veloso. 





Fonte: Portal Meio Norte