Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Palmeiras vence e Cruzeiro é rebaixado em meio à brigas e confusão

O Cruzeiro está rebaixado pela primeira vez à Série B do Campeonato Brasileiro.

Compartilhe

O Palmeiras encerrou sua campanha na temporada de 2019 com vitória durante a tarde deste domingo. No Estádio do Mineirão, o time alviverde ganhou por 2 a 0 do Cruzeiro, resultado que proporciona o terceiro lugar do Campeonato Brasileiro e rebaixa o adversário. Os gols do Palmeiras foram de Zé Rafael e Dudu.

Crédito: César Greco

O Cruzeiro está rebaixado pela primeira vez à Série B do Campeonato Brasileiro. Prestes a completar 99 anos, o clube sucumbiu frente a um ano que combinou escândalos extracampo e sequência de fiascos nas quatros linhas. O capítulo final desse drama foi a derrota para o Palmeiras. 

Os minutos finais no Mineirão não foram apenas tensos. Foram de vandalismo, confusão. Torcedores revoltados começaram a quebrar cadeiras. Houve corre-corre, tentativa de invasão de campo. O jogo foi paralisado aos 40 minutos da etapa final. O ambiente ficou pesado. Bombas foram jogadas nas arquibancadas. Um torcedor saiu carregado, aparentemente machucado. Outro foi atendido na arquibancada. Houve invasões em alguns setores. A Polícia Militar precisou intervir. Sem condições de segurança, o árbitro Marcelo de Lima Henrique encerrou a partida. A administração do Mineirão publicou mensagens no telão solicitando para que os torcedores evacuassem o estádio.


Superados pelo campeão Flamengo (90), Santos e Palmeiras terminam com os mesmos 74 pontos, mas o time praiano leva vantagem no número de vitórias (22 a 21) e, portanto, garante o vice-campeonato. O Cruzeiro, com apenas 36 pontos, termina no 17º posto, o primeiro dentro da zona de rebaixamento.

Com o terceiro lugar do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tem direito de participar diretamente da fase de grupos da edição de 2020 da Copa Libertadores. Em seu primeiro compromisso na próxima temporada, marcado para 15 de janeiro, o time alviverde pega o Atlético Nacional, pela Copa Flórida.


O ENREDO DE UMA QUEDA

O ano de 2019 entra para a história do Cruzeiro da maneira que nenhum torcedor do clube gostaria. Mas antes da queda, uma sequência de desacertos marcou a Raposa. Foi uma temporada de sérios problemas financeiros, de grave crise administrativa, com denúncias de irregularidades da diretoria, que resultaram em investigações policiais. O vice- presidente de futebol, Itair Machado, tentou resistir, mas foi demitido. O diretor-geral Serginho pediu demissão. O presidente Wagner Pires de Sá sobreviveu apenas após uma manobra que colocou o ex-presidente Zezé Perrella no comando do futebol na reta final. A queda não foi evitada. Em campo, o elenco milionário não deu retorno. Desamandos aconteceram. Foram quatro treinadores: Mano Menezes, Rogério Ceni, Abel Braga e Adilson Batista. O resultado final: o rebaixamento.

Crédito: Fernando Moreno

Crédito: Fernando Moreno

Crédito: Fernando Moreno

Crédito: Frederico Ribeiro

Crédito: Frederico Ribeiro

Crédito: Frederico Ribeiro

Crédito: Frederico Ribeiro


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar