Phelps se defende por simulação em prova contra tubarão

O atleta ficou 2 segundos atrás do tempo do animal

O alvoroço nas redes sociais foi tão grande que Michael Phelps decidiu se manifestar sobre a revolta de alguns fãs em relação à corrida entre a lenda das piscinas e um tubarão branco, que foi ao ar no último domingo em uma rede de televisão americana. O público mostrou-se decepcionado pelo fato do desafio ter sido uma simulação e não um duelo real, mas o ex-nadador afirmou que isso foi deixado claro nas entrevistas de divulgação do programa.

"Vocês podem acreditar no que quiserem. Tudo foi apresentado no ar, em múltiplas entrevistas na “Shark Week” ou no começo do programa. Sinto muito que vocês se sintam desse jeito. Era algo que eu queria fazer e fiquei honrado. Sinto muito se vocês estão assim, mas eu me sinto muito diferente. Algumas pessoas não quiseram ouvir sobre algumas coisas que fazemos, e isso não é minha culpa. É muito fácil abrir os ouvidos e ouvir o que a TV está dizendo, ou os anunciantes e eu", disse, em vídeo divulgado pelo site “TMZ”.

Phelps se defende por simulação em prova contra tubarão
Phelps se defende por simulação em prova contra tubarão


O programa "Phelps vs. Shark" foi realizado pelo canal americano "Discovery Channel" na "semana dos tubarões" num duelo de quem seria o mais rápido. A corrida foi ao ar neste domingo. O recordista de medalhas olímpicas usou um pé de pato adaptado ao formato da cauda de um tubarão e uma roupa de mergulho para se igualar às condições do adversário.

Ainda assim, ele ficou 2 segundos atrás do tempo do animal, de acordo com a simulação computadorizada da prova de 100m. Em um oceano aberto da África do Sul, Phelps completou a distância em 38s1 contra 36s1 do animal. Phelps largou bem e manteve uma velocidade média de 9,44 km/h, mas o tubarão conseguiu acelerar próximo à linha de chegada.

Fonte: Com informações do GE
logomarca do portal meionorte..com