O Piauí Rally Cup terminou como uma prova bastante técnica na tarde de sábado (05). Tudo aconteceu na Fazenda Meruoca, zona rural de Teresina. No local, há uma gigantesca plantação de cana de açúcar. Com supervisão das Federações de Motociclismo e Automobilismo do Piauí.

A competição no formato circuito com duas baterias de 55 km, a competição de velocidade teve a participação de pilotos de UTV, moto e carro 4x4, com competidores do Piauí, Maranhão, Ceará e Pará. Essa foi a primeira edição no formato Rally Cup de muitas que virão a partir de 2023, segundo o diretor geral, Landerson Carvalho, Prime Eventos.

Pilotos e ewuipes elogiaram circuito - DivulgaçãoPilotos e ewuipes elogiaram circuito - Divulgação

Percurso

Os pilotos e equipes de apoio elogiaram bastante o percurso das especiais, que foi elaborado pelo campeão brasileiro de moto e de UTV, Robledo Nicoletti, do Ceará, com o apoio do piloto Lucas Campos. Com 13 UTVs inscritos, 8 motos e quatro carros 4x4. Zenardo Maia, da X-Brasil, e presidente da Federação de Motociclismo do Piauí – FMP, esteve no percurso, avaliando a sinalização e coordenando o resgate.

A prova teve uma grande estrutura, com o apoio da Polícia Militar, que utilizou veículos, a cavalaria e um helicóptero, também duas ambulâncias com paramédicos. Mais de 30 moradores da região trabalharam no percurso no apoio da sinalização.

Provas aconteceram na Fazenda Meruoca - Geirls Silva FotografiaProvas aconteceram na Fazenda Meruoca - Geirls Silva Fotografia

Largadas

As motos foram as primeiras a largarem, seguido dos UTvs e por fim os carros 4x4, já que não houve inscrições de quadriciclos. Um dos primeiros a largarem foi o piloto de moto Ryan Medeiros, do município de Floriano, Piauí, mas teve a corrente da moto partida ao meio, logo no início da prova, no Km 13. Após ser rebocado, Ryan utilizou o tempo entre as duas baterias para a sua equipe fazer o reparo, mas não foi possível.

O piloto Daniel Rocha, de Teresina, um velho conhecido dos enduros e ralis no Piauí, disse que a prova estava muito técnica, com lama escorregadia, o que o fez ser mais cauteloso no quesito acelerar. Ele ainda terminou vencendo na categoria RC1. 

Muittos competidores estiveram presentes - Geirlys FotografiaMuittos competidores estiveram presentes - Geirlys Fotografia

Rally

Daniel já foi duas vezes campeão piauiense de regularidade na categoria sênior, duas vezes campeão de regularidade no Rally Piocerá como navegador de carros 4x4 e chegou a competir no Rally dos Sertões em 2018, nos carros, junto com seu piloto, Maycon Soares, que faleceu no ano passado. Este foi o retorno de Daniel ao off-road desde a perda do amigo e companheiro de trilhas. A última competição e vitória juntos foi no Piocerá de 2021 na categoria júnior nos carros 4x4.

Também do Piauí, a Equipe Coyotes do Cerrado, do município de Bom Jesus, resolveu encarar um rali de velocidade nas motos. Aquiles Périco, categoria RC3, e Rummenigge Souza, na RC2. Ambos foram campeões.

Melissa Matsunaga campeã UTV Turbo Start  - DivulgaçãoMelissa Matsunaga campeã UTV Turbo Start  - Divulgação

Primos piauienses

A Equipe Fronteiras Rally Team, formada pelos primos piauienses Ghutt Sousa (piloto) e Wênio Ribeiro (navegador), foi a última dupla dos carros 4x4 a largar na prova, porém a equipe ficou na trilha com um pneu furado e acabou desistindo.

Na categoria para os pilotos experientes, UTV PRO, o campeão foi o piloto de Fortaleza Gustavo Tavares Marques, seguido de João Gutemberg Rocha Souza, também cearense. “Prova muito boa, bem sinalizada e com grande estrutura, adorei”, disse o campeão.

Lama espessa

Destaque correndo pela equipe Maranhão Rally foi o piloto João Afro, de São Luís, modalidade carro 4x4. Ele chegou atolar na lama espessa em sua Pajero TR4, mas elogiou o percurso.

 “Prova perfeita, muito bem sinalizada e segura, estão de parabéns”, afirmou. Também correndo com o apoio da equipe maranhense, a paraense de Belém, Melissa Matsunaga, fez a sua segunda estreia no UTV que adquiriu este ano (estreou no Rally dos Sertões), e como a única mulher competindo, ainda foi a campeã, na categoria Turbo Start, para iniciantes. 

Pilotos aprovaram novo formato - Geirls Silva FotografiaPilotos aprovaram novo formato - Geirls Silva Fotografia

Categoria

O terceiro colocado na categoria Turbo Start, o piloto de Fortaleza, Ceará, Gabriel Cangussu Fonseca, Fortaleza, chegou a tombar o UTV no quilômetro 12 km da 1ª bateria. “O UTV ficou de lado, passou uma equipe que ajudou a desvirar e continuei na prova, ficou até melhor o freio do carro, após virar”, disse o piloto, em tom de alívio.

Acesse a página no Instagram: @piauirallycup e no Youtube: Rally Piauí Cup.