Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Paes autoriza retorno do público aos estádios do RJ, mas revoga medida

Momentos após à decisão de retorno do público nos estádios do Rio, o prefeito Eduardo Paes voltou atrás e anunciou que vai revogar a medida.

Compartilhe

A Prefeitura do Rio de Janeiro e o governo do Estado do Rio de Janeiro liberaram o acesso parcial de torcida a estádios de futebol. De acordo com resolução conjunta publicada no Diário Oficial do Município nesta quarta-feira (13), arenas com capacidade superior a 8 mil pessoas poderão operar com até 1/5 do total de assentos caso a classificação de risco para contágio de covid-19 na região for considerada moderada ou com 1/10 se a classificação de risco for alta. As informações são do Notícias ao Minuto.

A classificação de risco é divulgada todas as sextas-feiras e na última atualização a região do estádio do Maracanã, na zona norte da capital fluminense, era considerada de risco de transmissão alta. Assim, considerando que a capacidade oficial de público é de 78 mil pessoas, um eventual jogo com torcida poderia receber no máximo 7,8 mil torcedores nesta semana.

Prefeitura e governo do RJ autorizam retorno de público aos estádios (Foto: Shutterstock)

Vale lembrar, contudo, que a liberação não significa retorno automático de torcida aos estádios. É preciso de aval da CBF para que isso ocorra no Campeonato Brasileiro e a entidade já sinalizou em outras ocasiões que isso só acontecerá quando houver consenso entre os 20 clubes da Série A ou, então, que todos os estádios do País tenham autorização dos órgãos de saúde para receber público.

 Eduardo Paes revoga presença do público nos estádios

Momentos após à decisão de retorno do público nos estádios do Rio, o prefeito Eduardo Paes voltou atrás e anunciou que vai revogar a medida.

Em uma rede social, Paes escreveu:

"A decisão de liberar os estádios com uma ocupação máxima de 1/10 está correta tecnicamente, de acordo com nossa secretaria de saúde. No entanto, obviamente trata-se de medida quase impossível de ser fiscalizada. A medida será revogada."


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar