O presidente da FIFA, Gianni Infantino, admitiu que a Coreia do Norte pode no futuro receber uma edição do Copa do Mundo.

Ele explicou no Qatar que qualquer país é elegível para receber a competição, acrescentando que a organização que lidera pretende ajudar a unir o Mundo.

Presidente da FIFA, Gianni Infantino, quer Copa do Mundo na Coreia do Norte - Imagem 1

"A FIFA é uma organização global. Somos pessoas de futebol, não somos políticos, e queremos juntar as pessoas", explicou Infantino, completando: "Qualquer país pode ser anfitrião de um evento. Se a Coreia do Norte quiser receber alguma coisa, está aberto".

Por fim, ele lembrou que não é a primeira vez que tenta armar uma competição naquele país.

"Fui à Coreia do Norte há alguns anos perguntar se queriam organizar o Mundial feminino com a Coreia do Sul. Bem, obviamente que não fui bem-sucedido, mas iria mais 100 vezes se isso ajudasse. Só o empenho pode trazer mudanças reais. Somos uma organização global e queremos continuar a ser uma organização que une o Mundo", concluiu.

Vale lembrar que a Copa de 2026 já tem sede escolhida. A principal novidade é que três países receberão a competição: Canadá, Estados Unidos e México, com direito a 16 cidades-sede. Também será a primeira vez que o Mundial reunirá 48 participantes, ou seja, 12 seleções mais.

Para 2030, Portugal, Espanha e Ucrânia estão na disputa, ao lado da união entre Egito, Grécia e Arábia Saudita. Outra proposta conjunta é de Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile. O anúncio será somente em 2024.