Presidente do Santos nega volta de Paulo Henrique Ganso

Revelado pelas categorias de base, o meia despontou em 2008

Além de sonhar em revelar novos jogadores, o Santos não consegue esquecer dos atletas que já brilharam com a camisa do time alvinegro no passado. Após insistir e não conseguir repatriar Robinho, um possível retorno do meia Paulo Henrique Ganso começou a ser especulado nos arredores da Vila Belmiro. O presidente Modesto Roma, porém, negou qualquer tipo de contato com o meia do Sevilla, da Espanha. Mesmo assim, o mandatário não esconde o desejo de contar com o jogador.


"Essa notícia surgiu há cinco minutos. É um pouco de especulação. Ia até perguntar para o meu pessoal lá em Santos, mas é especulação. Nosso pessoal não tem conhecimento. Mas não quer dizer que eu não goste muito da ideia", disse Modesto à ESPN .

Revelado pelas categorias de base do alvinegro, o meia subiu aos profissionais em 2008. Ele, porém, só deslanchou dois anos depois. Na equipe comandada por Dorival Júnior, e que ainda tinha Neymar e Robinho, Ganso foi um dos grandes destaques, conquistando o Campeonato Paulista e Copa Brasil. Logo depois, o Menino da Vila chegou à Seleção Brasileira, conquistou outras duas edições do Paulistão e ainda foi campeão da Copa Libertadores da América, em 2011.

Image title

Porém, após uma série de problemas com a antiga diretoria do alvinegro, o meia acabou se transferindo para o São Paulo, em 2012. Desde então, toda vez que veio até a Vila Belmiro com a camisa do tricolor, Ganso foi hostilizado pelos torcedores santistas.

Apesar desses problemas, o técnico Dorival Júnior também gostaria de contar com o meia. O comandante, porém, admite que a negócio não deve sair, pois o Sevilla dificilmente aceitará liberá-lo. O clube espanhol pagou € 9,5 milhões (R$ 32,4 milhões) para tirar Ganso do São Paulo, no meio do ano passado, e pretende ter uma compensação financeira.

Fonte: Terra
logomarca do portal meionorte..com