O ex-jogador de futebol Vampeta pagou uma dívida nada pequena, no valor de R$ 68.963,67 em pensões alimentícias atrasadas. A dívida desrespeito as filhas e agora o pedido de prisão dele será retirado da Justiça com a desistência das jovens no processo. Elas têm 19 e 21 anos.

Segundo o que apurou o portal g1, em uma outra ação, os valores das parcelas iam de R$ 8.463 a R$ 12.092,67 e ficaram em atraso desde 8 de setembro de 2018. Neste caso, são cobrados atualmente R$ 495 mil em dívidas alimentícias. Na época, deveriam ser pagos R$ 61.893,37.

Vampeta teve prisão decretada por dívidas, mas filhas retiraram ação -  Foto: Divulgação/São Caetano Futebol Vampeta teve prisão decretada por dívidas, mas filhas retiraram ação -  Foto: Divulgação/São Caetano Futebol 

Responsabilidade afetiva

A defesa de Vampeta encaminhou uma nota em que afirmou que o ex-jogador "nunca deixou de arcar com sua responsabilidade afetiva ou financeira perante seus filhos".

A ação de 2018, de quase R$ 500 mil em dívidas, ocorreu durante a pandemia, período em que prisões para devedores de pensões alimentícias foram suspensas pela Justiça. Como "conversão" da eventual prisão, a defesa das filhas pediu a penhora de um imóvel.

Ex-jogador chegou a oferecer apartamento como pagamento - reproduçãoEx-jogador chegou a oferecer apartamento como pagamento - reprodução

Apartamento

Em julho de 2022, o ex-atleta ofereceu para pagamento da dívida um apartamento com valor de cerca de R$ 650 mil. Contudo, nele estaria morando outra ex-mulher de Vampeta e, por isso, a proposta não foi aceita.

Escola cobra

Em um terceiro processo envolvendo o ex-atleta, a escola que as filhas frequentaram quando crianças cobra R$ 294.781,28 em mensalidades, custas processuais, correção monetária e juros.

A ex-mulher e Vampeta foram condenados ao pagamento das mensalidades em aberto referentes ao ano letivo de 2013. Os dois podem apenas questionar os valores de custas processuais, mas não cabe mais recurso.