O Real Madrid sofreu, mas avançou para as semifinais da Liga dos Campeões nesta terça-feira. A equipe perdeu para o Chelsea, por 3 a 2, mas assegurou a classificação no Estádio Santiago Bernabéu ao vencer por 5 a 4 no placar agregado.

Em um jogo alucinante, os ingleses chegaram a anotar três gols, com Mason Mount, Rudiger e Timo Werner, e reverter a vantagem do primeiro jogo. No entanto, Rodrygo marcou e levou a partida para a prorrogação. No tempo adicional, Benzema contou com boa jogada de Vinícius Júnior para balançar as redes e completar a reação dos espanhóis na partida.

Com brasileiros decisivos, Real reage e elimina Chelsea na prorrogação- Foto: ReproduçãoCom brasileiros decisivos, Real reage e elimina Chelsea na prorrogação- Foto: Reprodução

Os merengues encaram o Atlético de Madrid ou o Manchester City na fase seguinte. O jogo que irá definir o classificado do confronto acontece nesta quarta-feira, às 16 horas (de Brasília), no Estádio Wanda Metropolitano.

O jogo - A partida iniciou de forma truncada. O Chelsea buscava o gol, mas tendo o cuidado para não se expor e permitir que o Real ampliasse a vantagem já construída no primeiro duelo. Os merengues até conseguiam superar a marcação dos ingleses, mas não eram capazes de dar sequências às jogadas.

Aos 15 minutos, após boa trama ofensiva, o meia Mason Mount recebeu na entrada da área e chutou com categoria para abrir o placar. Em desvantagem, o time de Carlo Ancelotti apostava nas transições em velocidade com Benzema e Vinícius Júnior.

O clube londrino voltou a assustar com o zagueiro Rudiger, que emendou uma pancada de fora da área, na reta final do primeiro tempo, e viu a bola raspar a trave defendida por Courtois. A equipe de Thomas Tuchel marcava alto e conseguia conter as ações ofensivas do Real Madrid logo no campo de ataque.

O Chelsea voltou com força para a segunda etapa e ampliou o marcador com Rudiger, logo aos seis minutos. O alemão aproveitou o espaço cedido pela marcação adversária e cabeceou para o fundo das redes, após cobrança de escanteio.

Pouco mais de dez minutos depois, o espanhol Marcos Alonso invadiu a área pela esquerda e acertou um belo chute, no ângulo. No entanto, o tento foi anulado após checagem do VAR, por um toque na mão do jogador. O Real Madrid respondeu com Benzema, logo em seguida. De cabeça, o francês completou o cruzamento de Mendy, mas acertou o travessão.

Aos 30 minutos, o alemão Timo Werner recebeu passe em profundidade, cortou dois marcadores e tocou na saída de Courtois, anotando o terceiro do Chelsea na partida e virando o placar agregado. Cinco minutos depois, o ex-santista Rodrygo recebeu lindo lançamento de Modric e novamente colocou igualdade no placar. O empate se manteve até o apito final, levando o duelo para a prorrogação.

No início do tempo adicional, Vinícius Júnior recebeu lançamento e avançou pela esquerda. O brasileiro cruzou para Benzema completar de cabeça e balançar as redes, recolando os espanhóis em vantagem. O clube londrino não conseguiu reagir e acabou caindo na prorrogação.