Rússia inaugura estádio com derrota para a Argentina; confira!

Jogo foi na inauguração do palco da final da Copa de 2018.

Na inauguração do palco da final da Copa do Mundo de 2018, um jogo sem grandes emoções e apenas um gol. Neste sábado, Rússia e Argentina fizeram amistoso para reabrir o estádio de Luzhniki, em Moscou, e os sul-americanos saíram com a vitória por 1 a 0, graças a Sergio Aguero, no fim.

A arena, que foi inaugurada oficialmente em 1956, receberá sete jogos no Mundial, incluindo a abertura e a decisão – serão mais três partidas na primeira fase, uma nas oitavas de final e uma nas semis. Sua reforma custou cerca de 344 milhões de euros (mais de R$ 1,3 bilhão).

Jogadores comemoram gol (Crédito:  Getty Images)
Jogadores comemoram gol (Crédito: Getty Images)

Os 81 mil presentes no duelo deste domingo, capacidade máxima do novo estádio (que anteriormente comportava 78 mil pessoas), não viram, contudo, nem de perto um espetáculo à altura de uma Copa. A Argentina foi melhor, mas Jorge Sampaoli segue sem conseguir corresponder à expectativa que cerca o time. A Rússia, por sua vez, novamente mostrou que deverá ter dificuldades em 2018 em casa.

O gol solitário da partida saiu apenas aos 40 minutos, com Sergio Aguero, escalado para comandar o ataque argentino desde o início. Ele recebeu de Pavón – que parecia em posição ilegal – e tentou finalizar de primeira. A bola bateu na defesa, mas voltou na cabeça do atacante, que não perdoou.

Lionel Messi foi titular e atuou durante os 90 minutos – Sampaoli não quis mexer tanto na equipe que iniciou. Ficou perto de marcar um golaço logo no início do segundo tempo, mas o toque que encobriu o goleiro Igor Akinfeev acabou cortado por Konstantin Rausch antes que a bola encontrasse as redes.

No primeiro tempo, Aguero também teve boa oportunidade, aos 44 minutos, mas a finalização de voleio acabou defendida, no cantinho, por Akinfeev – um dos destaques russo no amistoso.

A Rússia contou com um brasileiro em campo, o lateral Mário Fernandes, naturalizado e escalado como titular neste sábado. Ele fez um bom primeiro tempo, mas acabou substituído no intervalo.

A Argentina voltará a campo na próxima terça-feira, em amistoso contra a Nigéria, novamente na Rússia, mas em Krasnodar – que não será sede da Copa. A Rússia também joga no mesmo dia, contra a Espanha, em São Petersburgo, em estádio que receberá outros jogos do Mundial de 2018.

Fonte: ESPN
logomarca do portal meionorte..com