Com a venda do brasileiro Antony do Ajax ao Manchester United, o clube brasileiro São Paulo deve receber praticamente o dobro do valor que os dirigentes tricolores esperavam quando o período de transferências se abriu em junho, na Europa.

No Morumbi, a venda de Antony era aguardada para essa janela atual. O clube fazia planos em que contava com o dinheiro para calcular quantos atletas teria que vender para cumprir a meta, prevista no orçamento, de R$ 142 milhões em receitas com direitos econômicos.

São Paulo arrecada dobro do valor esperado pela venda de Antony ao United (Foto: Divulgação)São Paulo arrecada dobro do valor esperado pela venda de Antony ao United (Foto: Divulgação)Há dois meses, porém, as expectativas tricolores chegavam a um limite de R$ 50 milhões – uma conta baseada em especulações de que os ingleses pagariam no máximo 60 milhões de euros por Antony.

A resiliência do Ajax fará esse valor praticamente dobrar. Os holandeses chegaram a um acordo com o United, no domingo, para vender Antony por 100 milhões de euros (cerca de R$ 504 milhões).

O São Paulo tem uma fatia importante desse montante. Ao vender Antony, há pouco mais de dois anos, por 16 milhões de euros, o clube negociou o direito a 20% do lucro do Ajax na revenda.

A conta da receita tricolor com o negócio chega aos R$ 96,6 milhões, com o câmbio atual, da seguinte forma:

- Antony será vendido por 100 milhões de euros (R$ 504 milhões);

- Desses R$ 504 milhões, 1,5% é retido como solidariedade da Fifa para o Ajax e outros 3,5% para o São Paulo (R$ 17,64 milhões);

- O cálculo do lucro, portanto, será em cima de 95 milhões de euros (R$ 479 milhões);

- O São Paulo receberá 20% de 79 milhões de euros (o lucro do Ajax entre compra e venda), ou seja, 15,8 milhões de euros (R$ 79 milhões);

- A soma das duas receitas (solidariedade e porcentagem do lucro) chega aos R$ 96,6 milhões.

Esse valor é próximo ao de toda a receita que o São Paulo teve em 2021 com direitos econômicos de atletas, de R$ 121 milhões, segundo o balanço financeiro – Brenner foi a maior fonte de dinheiro, ao ser vendido para FC Cincinnati, dos EUA, e deixar R$ 62,5 milhões nos cofres tricolores.

Houve um momento, porém, em que o São Paulo acompanhava com pessimismo as negociações por Antony. O Ajax havia recusado, há duas semanas, uma proposta de 80 milhões de euros do Manchester e dava sinais de que não se dobraria às investidas inglesas.

A situação mudou recentemente, quando Antony expressou aos holandeses que queria sair, ficando inclusive fora de partidas do Ajax no Campeonato Holandês.

Ainda assim, o clube de Amsterdã resistiu até que o Manchester United alcançasse as cifras de 100 milhões de euros, o que faz dessa a maior transferência de um clube holandês.

Fonte: Globo Esporte