A vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians no último sábado, terminou com roteiro conhecido para os torcedores do São Paulo desde a volta de Rogério Ceni ao clube, em outubro: clássico com vitória e sem tomar gols.

Foi assim nos outros três jogos contra os principais rivais tricolores desde então. E mantém esperanças para o próximo confronto, mais um clássico: na quinta-feira, recebe o Palmeiras, às 20h30, no Morumbi, em jogo adiado da quarta rodada.

A estreia de Ceni em clássicos foi justamente contra o Corinthians, no segundo jogo do técnico pelo São Paulo nesta atual passagem, e guarda semelhanças com o último: no Morumbi, Calleri fez um gol no início do primeiro tempo (aos 7 minutos), e o time segurou o rival para garantir o placar.

Rogério Ceni comemora vitória sobre o Corinthians com Volpi. (Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net)Rogério Ceni comemora vitória sobre o Corinthians com Volpi. (Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net)

Depois disso, o São Paulo encarou o Palmeiras no Allianz Parque, ainda pelo Brasileiro, e venceu por 2 a 0. Naquele jogo, o rival usou um time com poucos titulares, já que se preparava para a final da Libertadores.

O terceiro clássico foi o de placar mais elástico até agora: um 3 a 0 no Santos, pela oitava rodada desse Paulistão, na Vila Belmiro.

O comportamento da defesa nesses jogos emula o momento do setor, que tem tido bom desempenho mesmo com as mudanças constantes feitas na escalação. Nos últimos sete jogos, o São Paulo sofreu só dois gols.

Essa sequência, mais a vitória de sábado sobre o Corinthians, deu ao treinador uma marca inédita: nunca um técnico do São Paulo conseguiu vencer os primeiros quatro clássicos em uma passagem pelo clube.

E é também uma evolução considerável se comparado com o retrospecto de Rogério em clássicos na primeira passagem pelo São Paulo, em 2017.

Naquele ano, foram oito jogos contra Corinthians, Palmeiras e Santos. Venceu só dois jogos e teve aproveitamento de 37,5%.

O jogo contra o Palmeiras, quinta, será o último clássico do São Paulo na fase de grupos do Paulista e pode garantir a classificação tricolor para os mata-matas.

O time tem 17 pontos, na liderança do Grupo B, à frente do São Bernardo, que tem 14, e a Ferroviária, com 10.

Com informações GE