Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

São Paulo vence Cruzeiro durante jogo no Morumbi neste domingo

São Paulo tenta sair da zona de rebaixamento do Brasileiro.

São Paulo vence Cruzeiro durante jogo no Morumbi neste domingo
São Paulo vence Cruzeiro durante jogo no Morumbi neste domingo | Globo Esporte
Compartilhe
Google Whatsapp

Neste domingo, o São Paulo ganhou mais um capítulo para acreditar que sairá da zona de rebaixamento do Brasileiro. Diante de 56.502 pagantes, novo recorde de público do torneio (o terceiro seguido que a torcida estabelece no Morumbi), o time viu Hernanes fazer dois gols e selar uma virada por 3 a 2 sobre o Cruzeiro.

Se o 4 a 3 sobre o Botafogo de três semanas atrás era improvável porque o time perdia de 3 a 1 até os minutos finais, no Rio de Janeiro, neste domingo a improbabilidade se devia à má atuação do time. Mas Hernanes abriu e fechou o placar, batendo falta e cobrando pênalti duvidoso, para fazer a festa tricolor. Entre os gols do Profeta, aos 46 do primeiro tempo e aos 34 do segundo, Sassá fez dois, aos 5 e aos 12 da etapa final. Arboleda empatou, aos 25.

Público recorde durante o jogo entre São Paulo e Cruzeiro (Crédito: Globoesporte)
Público recorde durante o jogo entre São Paulo e Cruzeiro (Crédito: Globoesporte)

Com os três pontos que somou, o time de Dorival Júnior chega a 22 e respira na briga contra o descenso. Já o Cruzeiro, que jogou cheio de reservas, pensando na semifinal da Copa do Brasil, contra o Grêmio, na quarta-feira, estaciona nos 27 pontos, ainda fora do G6.

E o time mineiro teve chances de ser mais um carrasco do São Paulo no Morumbi. Aproveitou-se do nervosismo dos anfitriões e, aos 11 minutos, Sassá sofreu pênalti de Renan Ribeiro. O próprio atacante errou.

O lance deu o ânimo que o Tricolor e sua torcida precisavam, mas a equipe não se aproveitou. Os laterais centralizavam, mas só embolavam um meio-campo que tinha Hernanes bem marcado. Não adiantava o esforço de Petros nem Militão e Rodrigo Caio trocarem de posição. A chave era o ineficiente Marcinho, que só acertou um cruzamento, que Pratto desperdiçou. Muito pouco.

São Paulo conseguiu vencer o Cruzeiro (Crédito: Globoesporte)
São Paulo conseguiu vencer o Cruzeiro (Crédito: Globoesporte)

Em meio ao nervosismo, o Cruzeiro parecia ter o jogo nas mãos. Até que, aos 46 minutos, Hernanes cobrou falta com perfeição. Deu ao time a chance de ter um intervalo inteiro à frente do placar. Dorival atendeu à torcida, colocou Jucilei no lugar de Militão e parecia que tudo daria certo quando Petros iniciou o segundo tempo dando um gol a Marcinho, que perdeu bisonhamente.

Era só impressão. Arboleda e Rodrigo Caio deram dois gols a Sassá, que sentenciou a virada. Na marra, nos gritos da torcida, o São Paulo cresceu. Dorival lançou o time à frente e contou com gol de Arboleda e o pênalti marcado em Gilberto para ficar à frente.

Como nem tudo foi perfeito, o time perde Pratto, expulso no fim ao receber o segundo amarelo - o Cruzeiro também teve o zagueiro Digão recebendo o vermelho. Mas o argentino saiu aplaudido pela torcida. Nada melhor do que três pontos para o pai são-paulino comemorar seu dia.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto