São Paulo vence o Atlético-MG dentro do Independência

Galo fica na quarta posição do Campeonato Brasileiro

Atlético-MG e São Paulo protagonizaram um dos confrontos mais badalados da temporada nas quartas de final da Copa Libertadores da América. Pratto contra Calleri, Ganso contra Cazares, Diego Aguirre contra Edgardo Bauza. Neste domingo, porém, o Independência esteve esvaziado para que o técnico interino Pintado decidisse a favor do Tricolor: 2 a 1 na 37ª rodada do Brasileirão.

O jogo, pelo menos, foi movimentado, com chances de gols para as duas equipes e raras jogadas de efeito. David Neres com arrancadas e lançamento perfeito para Chavez, sequência de três defesas do goleiro Giovanni e dribles do habilidoso Hyuri. Tudo isso cercado por erros infantis de passes, falhas de marcação e finalizações ruins.


Para abrir o placar, por exemplo, o Galo foi da qualidade do cruzamento de Carlos Eduardo à indefinição entre o zagueiro Maicon e o goleiro Renan Ribeiro. Melhor para Hyuri marcar aos 22 minutos do primeiro tempo. E o São Paulo, para chegar ao empate dois minutos mais tarde, foi preciso que Patric cometesse falta desnecessária em Chavez. Maicon agradeceu com pintura, no ângulo direito de Giovanni.

Para abrir o placar, por exemplo, o Galo foi da qualidade do cruzamento de Carlos Eduardo à indefinição entre o zagueiro Maicon e o goleiro Renan Ribeiro. Melhor para Hyuri marcar aos 22 minutos do primeiro tempo. E o São Paulo, para chegar ao empate dois minutos mais tarde, foi preciso que Patric cometesse falta desnecessária em Chavez. Maicon agradeceu com pintura, no ângulo direito de Giovanni.


O camisa 1 do Tricolor trabalhou logo na volta para o segundo tempo em chute de Lucas Cândido. E só. O São Paulo teve sua resposta em cabeçada sem goleiro de Chavez que parou no travessão. Dia de azar para o argentino, muito batalhador, mas substituído por Gilberto. Robson também foi arma de Pintado na etapa final e correspondeu: arrancou pela esquerda e rolou para o centroavante virar nos acréscimos, marcando pela primeira vez pelo clube. 

São 49 pontos para os paulistas sonharem com a metade de cima da tabela. Para o Galo, 62 pontos e o fim das chances de ir direto à fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Fonte: Terra