A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) anunciou na noite desta segunda-feira (13), que a judoca piauiense Sarah Menezes será a treinadora principal da seleção feminina de judô, ao lado de Andréa Berti, que sairá da seleção júnior para assumir o posto de coordenadora técnica da equipe principal feminina. Além delas, o treinador  Antônio Carlos “Kiko” Pereira também integrará a comissão técnica da seleção brasileira principal da modalidade para o ciclo Paris 2024. 

A apresentação dos novos integrantes acontecerá nesta terça-feira (14), durante a abertura da Seletiva Nacional, em Pindamonhangaba (SP). A CBJ fará ainda uma homenagem especial à comissão técnica do ciclo Tóquio 2020 na mesma ocasião.  

Sarah Menezes é a nova treinadora da seleção de judô no ciclo Paris 2024 (Foto: Marcello Camargo/ Agência Brasil)Sarah Menezes é a nova treinadora da seleção de judô no ciclo Paris 2024 (Foto: Marcello Camargo/ Agência Brasil)

Os técnicos Luiz Shinohara, Rosicleia Campos e Mario Tsutsui despedem-se da seleção após conquistarem 14 medalhas olímpicas e 48 medalhas em Mundiais no período mais vitorioso da história do judô brasileiro. Eles serão homenageados pela CBJ, em reconhecimento a toda contribuição ao judô brasileiro e em respeito à história escrita nos tatames por esses grandes treinadores.  

Sarah Menezes foi campeã olímpica em 2012, nas Olimpíadas de Londres, onde conquistou a medalha de ouro. Ela foi promovida ao 6º dan da modalidade, honraria concedida pela Confederação Brasileira de Judô exclusivamente aos atletas olímpicos que pararam de competir. Já Berti, trabalhou na base com a nova geração de judocas que integram a seleção principal atualmente, como Larissa Pimenta e Beatriz Souza, ambas medalhistas em Mundiais Júnior sob o comando da treinadora.