Sheik critica Zé Ricardo por trato diferente a jogadores do elenco

Atacante está de saída do rubro-negro

Fora do Flamengo, o veterano Emerson Sheik criticou o técnico Zé Ricardo em entrevista à rádio FM O DIA na quinta-feira (29). O atacante de 38 anos, que dará sequência à carreira em 2017 em outro clube, falou que o treinador não respeitou a igualdade no elenco rubro-negro, dando a entender que Zé Ricardo diferenciava jogadores no trato com o grupo.

"No caso dele (Zé Ricardo) e de outras pessoas, acho que o lance de tratar as pessoas com direito de igualdade ... faltou um pouco isso. É um grupo grande onde não dá para diferenciar um atleta do outro. A gente tem o hábito de comentar, dar respostas padrão de jogador de futebol, que somos todos iguais, perdeu todo mundo, ganhou todo mundo... faltou um pouco isso por parte dele. Se perdeu um pouco em relação a isso", opinou o jogador.

Emerson Sheik (Crédito: Reprodução)
Emerson Sheik (Crédito: Reprodução)

As críticas do atante, no entanto, não tiveram tom severo. Emerson analisou a situação em que Zé Ricardo se encontrou, ao ser efetivado como treinador da equipe profissional do Flamengo pela primeira vez na carreira.

Ele iniciou o trabalho no clube rubro-negro assumindo interinamente no lugar de Muricy Ramalho, que deixou o clube no fim de maio por problemas de saúde. Em meados de julho, Zé Ricardo foi confirmado pela diretora como técnico do time, que terminou o Campeonato Brasileiro na terceira colocação.

"São 33 atletas com cabeça, personalidade, gostos diferentes. Aí tem a comissão técnica com 12, 13 que se repete também. Aí vem diretoria... Ou seja, tem 50 pessoas com pensamento diferente. Vaidade é óbvio que tem, aí tem que ser lapidada com diretoria, comissão técnica, ter que ter uma certa experiência, o que não teve esse ano. O Zé Ricardo, atual treinador, ele é um bom treinador, mas é o primeiro ano dele no profissional, primeiros seis meses no profissional", explicou Emerson Sheik.

O ex-jogador do Flamengo foi pouco aproveitado por Zé Ricardo desde que ele assumiu o comando do clube. 

Título perdido

O atacante também lamentou o desenrolar da temporada. Para ele, o Flamengo teve o título do Campeonato Brasileiro na mão, mas deixou a oportunidade escapar. Ele lamentou o ocorrido do ponto de vista individual e coletivo.

"Essa passagem foi longe do que eu planejei para mim e até em contribuição com o clube. Deu tudo errado para todo mundo. O time tinha possibilidade de ser campeão brasileiro, o título na mão. Sabe o ditado que diz que planta goiaba e colhe goiaba? A gente colhe o que plantou. Se tivesse sido (a plantação certa) teria sido campeão hoje", disse.

Fonte: Com informações do Uol
logomarca do portal meionorte..com