Thaisa fará cirurgia no joelho e previsão de retorno é de 6 meses

Thaisa deverá ficar de repouso total.

A central Thaisa será submetida a uma cirurgia no joelho esquerdo, por causa de uma lesão na cartilagem e no menisco. O procedimento está marcado para o dia 6 de junho e será realizado pelo ortopedista Luis Eduardo Tirico, em São Paulo. Por conta da operação, a bicampeã olímpica só deve retornar às quadras em dezembro, já que a previsão de recuperação é de seis meses.

No primeiro mês de recuperação, Thaisa deverá ficar de repouso total para que uma nova lesão não surja e atrapalhe sua evolução.

– Como a cartilagem está bastante machucada, tanto na parte do fêmur, quanto da tíbia, será necessário fazer um transplante. Não é uma coisa simples. Na minha primeira lesão, em janeiro, um pedaço do menisco se soltou. Irão suturar e tentar preservar o máximo que puderem – explicou Thaisa através de sua assessoria de imprensa. –No primeiro mês, terei que ficar de repouso total para não correr qualquer risco. Será um cuidado redobrado na minha recuperação. A lesão na cartilagem é uma das piores para um atleta.

Há dois anos, Thaisa fez cirurgia nos dois joelhos. No entanto, a central afirmou que a situação era diferente e que agora ela não teve outra alternativa se não passar pelo procedimento.

– Era uma lesão grave, mas eu decidi parar e fazer a cirurgia. O tendão estava quase rompendo, estava com muita dor mas, ao mesmo tempo, era mais simples. A recuperação nesse caso é mais rápida e eu tive tempo de escolher em parar antes de ter uma lesão total. Foi uma escolha. Agora, não tive opção – conta.

A jogadora se machucou no dia 20 de janeiro na partida contra o Bursa, pela Liga Turca de vôlei. A atleta voltou a jogar mais quatro vezes no sacrifício, atendendo ao pedido da comissão técnica. Na última vez, diante do Fenerbahce, no dia 4 de abril, ainda teve uma lesão no ligamento lateral do tornozelo direito. Thaisa ficou internada dois dias em um hospital de Istambul. Impossibilitada de continuar a temporada, retornou ao Brasil no dia 16 de abril.


Fonte: Com informações do Extra