Torcedores do Fla fazem tumulto em Copacabana durante a madrugada

Bombas de efeito moral foram utilizadas para conter a confusão

Dormir não foi tarefa fácil para os moradores de Copacabana, Zona Sul do Rio, na madrugada desta quarta-feira. Isso porque houve tumulto no bairro protagonizado por torcedores do Flamengo. Para controlar a confusão, foi mobilizado um grande efetivo da Guarda Municipal e da Polícia Militar, que precisou usar bombas de efeito moral para tentar dispersar a aglomeração de rubro-negros que estava no local. Houve gritaria e bastante correria em trechos da Avenida Atlântica, especialmente próximo ao Hotel Hilton, onde, segundo torcedores, estariam hospedados membros da delegação do Independiente, adversário argentino que disputa a final da Copa Sul-Americana.

Após confronto entre torcedores que ocorreu horas antes na porta de um hotel na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, torcedores foram para a porta do Hilton em Copacabana, já no início desta madrugada. Por lá, além de bradarem provocações aos adversários e cantarem músicas sobre o time, fogos de artifícios e rojões eram atirados para o alto e em direção ao hotel, localizado na Avenida Princesa Isabel. Os artefatos eram acionados em outros pontos do bairro, de forma quase simultânea.

Torcedores disparam os artefatos em frente ao hotel, em Copacabana (Crédito: Marcos de Paula / Agência O Globo )
Torcedores disparam os artefatos em frente ao hotel, em Copacabana (Crédito: Marcos de Paula / Agência O Globo )

Posteriormente, houve uma aglomeração em frente ao hotel e, na ocasião, guardas e PMs já estavam posicionados para entrar em ação para contornar a situação. O clima ficou tenso no local e os policiais utilizaram as bombas de gás para dispersar quem estava por lá. Houve bastante gritaria e correria, no meio da madrugada, no bairro. Frequentadores de um restaurante próximo ao tumulto deixaram o estabelecimento.

— Jogaram spray de pimenta, acho tinha gente do Flamengo aqui (no restaurante). É uma baderna isso aqui, não entendo a necessidade disso. Meus olhos estão irritados e está impossível de ficar lá dentro. Saí correndo de lá e vou tentar pegar um táxi — disse uma jovem, enquanto esfregava as mãos no rosto, na tentativa de amenizar a ardência que dizia sentir nos olhos, que lacrimejavam na ocasião. Ela pediu para não ser identificada.

Os policiais entraram no estabelecimento e revistaram pessoas que, conforme a corporação, participavam da confusão do lado de fora. Cerca de 15 jovens foram detidos pelas forças de segurança naquele ponto do bairro. Segundo os PMs, eles dispararam os artefatos contra o hotel e também contra as equipes policiais. O grupo foi levado para a 12ª DP (Copacabana). Por volta das 4h30m, cerca de 40 pessoas já haviam sido encaminhadas para a delegacia pelos PMs e pelos guardas municipais.

Mais cedo, de acordo com policiais militares que participaram da ação em Copacabana, um PM ficou ferido durante um embate entre torcedores do Flamengo e do time argentino. Não teria sido por tiro, mas um ferimento proveniente de algum objeto atirado, no embate que aconteceu na esquina Rua Constante Ramos com Avenida Atlântica.

O policial ferido, ainda conforme o relato de seu colega de farda, foi socorrido e levado para o Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, também na Zona Sul. Não há, porém, informações sobre o seu estado de saúde. Durante a madrugada, disparos de arma de fogo também foram ouvidos no bairro. Mas, até o início da manhã desta quarta-feira, não havia informações de pessoas baleadas na região.

Por volta das 3h, a situação ficou um pouco mais controlada no bairro. Ainda assim, o patrulhamento no bairro continuava bastante reforçado por equipes do 19º BPM (Copacabana) e guardas municipais. A reportagem, inclusive, flagrou um grupo de torcedores sendo revistados pela PM, na esquina Avenida Nossa Senhora de Copacabana com Rua Belford Roxo.

CONFUSÃO NA BARRA

Na noite desta terça-feira, o clima esquentou em frente ao hotel onde a delegação do Independiente se concentrava, na Barra. Torcedores argentinos entraram em confronto com flamenguistas.

A polícia precisou ser acionada para tentar controlar o tumulto no local.No tumulto, rubro-negros lançaram morteiros contra a fachada do hotel e seus seguranças, além de o mesmo ter sido feito sobre os torcedores do Independiente. Houve pancadaria no local.

Fonte: Com informações do OGlobo
logomarca do portal meionorte..com