Uefa divulga seleção de 2017 e Neymar fica fora da lista

Messi e Cristiano Ronaldo formam a dupla de ataque

Após disputa que reuniu quase 8,8 milhões de votos ao redor do mundo, a Uefa divulgou na manhã desta quinta-feira a sua seleção de 2017 com dois brasileiros: Daniel Alves e Marcelo. Com uma formação 4-4-2 e sem Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo formam a dupla de ataque, com Hazard, Modric, Kroos e De Bruyne no meio de campo. Buffon é o goleiro e Chiellini e Sergio Ramos acompanham os laterais da seleção brasileira na linha defensiva.

A seleção é bastante semelhante com a da Fifa (que levou em conta a temporada passada e não o ano corrido). Saem apenas três nomes da equipe (escolhida por jogadores de várias partes do mundo): Bonucci, Iniesta e Neymar. Entram: Chiellini, Hazard e De Bruyne.

A disputa acontece desde 2001 e, nesse ano, listou 50 concorrentes a uma vaga na equipe ideal da Uefa - sendo eles cinco goleiros, 15 defensores, 15 meias e 15 atacantes. Seis brasileiros estavam entre os escolhidos: além dos laterais e de Neymar, que foi eleito para o melhor onze em 2015, mas ficou fora em 2016, os outros nomes citados foram: Alex Sandro (Juventus), Casemiro (Real Madrid) e Fabinho (Monaco).


Entre os clubes, o Real Madrid era, de longe, o que tinha mais indicados para a votação. Onze atletas do time Merengue estavam na lista - entre os espanhóis, por exemplo, Barcelona e Atlético de Madrid contavamm com quatro. Dos 11 campeões europeus e mundiais, Sergio Ramos, Marcelo, Kroos, Modric e Cristiano Ronaldo representaram o domínio merengue na seleção do ano.

A nominação dos 50 jogadores ainda trouxe um recorde merengue nessa temporada - com mais uma inclusão, Cristiano Ronaldo chegou a sua 14ª participação na lista, número maior que o de qualquer outro jogador.

Fonte: Com informações do Globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com