Vasco tenta confirmar Libertadores diante da rebaixada Ponte Preta

Com 53 pontos, vitória garante o cruzmaltino na competição

Na sétima colocação do Campeonato Brasileiro, com 53 pontos, o Vasco tenta confirmar a classificação para a Libertadores neste domingo, às 17 horas (de Brasília), recebendo a Ponte Preta em São Januário, pela última rodada da competição.

Um triunfo assegura a classificação aos cruzmaltinos, que, se não vencerem, dependerão de tropeços de Botafogo, Chapecoense e Atlético-MG. E se acabar em nono, o time de Zé Ricardo ainda aguardará o desfecho da Sul-Americana, torcendo por título do rival Flamengo para transformar a zona de classificação em G9.

A Ponte Preta está em seu inferno astral. No último domingo, estava vencendo o Vitória por 2 a 0 quando permitiu a virada, resultado que decretou seu rebaixamento. Inconformados, os torcedores invadiram o gramado do Estádio Moisés Lucarelli, impedindo o término do jogo. O vandalismo resultou na interdição por tempo indeterminado do local.

Vasco encara a Ponte Preta no domingo (Crédito: Espn)
Vasco encara a Ponte Preta no domingo (Crédito: Espn)

Apesar dessa realidade, os vascaínos não esperam facilidades.

“Estamos vendo o Atlético-GO jogar rebaixado e conquistar grandes resultados, como a vitória sobre o Botafogo, no Rio de Janeiro. Não existe essa questão de facilidade porque a Ponte está rebaixada. É um time que não tem nada a perder e que vai querer dar uma resposta, jogando pela honra”, comentou o zagueiro Paulão.

Sobre a melhor estratégia para vencer, o técnico Zé Ricardo, considerado um dos principais responsáveis pela arrancada que tirou o time das proximidades da zona de rebaixamento e o levou à área de classificação para a Libertadores, prega tranquilidade.

“Temos que jogar com equilíbrio e tranquilidade durante os 90 minutos. Mesmo que a gente leve um gol, ou que o gol demore a sair. Mas o nosso principal aliado é o equilíbrio de saber lidar com o emocional de uma decisão”, disse.

Para este compromisso, o treinador tem problema na lateral esquerda, pois Henrique foi advertido com o terceiro amarelo na vitória sobre o Cruzeiro e cumpre suspensão. Ele vinha substituindo Ramon, que não joga mais este ano por conta de cirurgia para correção de lesão no joelho direito. Assim, Alan Cardoso e Gilberto, lateral-direito que pode ser improvisado, disputam posição.

Pelo lado da Ponte Preta, o técnico Eduardo Baptista procurou passar para os jogadores a importância de se despedir deixando uma boa imagem. A maioria dos atletas, porém, tem evitado o contato com os jornalistas.

A única mudança em relação ao time que perdeu por 3 a 2 para o Vitória será a entrada do zagueiro Marllon na vaga do suspenso Rodrigo, expulso diante dos baianos após provocar um adversário com atitudes obscenas.

Curiosamente, o experiente zagueiro foi personagem no confronto entre os dois times no primeiro turno do Brasileiro, no Moisés Lucarelli, em empate por 0 a 0. Após a partida, ao ser cumprimentado pelo então técnico vascaíno Milton Mendes, o jogador empurrou o treinador, a quem responsabiliza por sua saída do clube.

Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com