O governo da Ucrânia aprovou em regime de urgência nesta quarta-feira (16) a legalização do setor de criptomoedas no país. A nova lei que permite a operação de exchanges ucranianas ou internacionais foi sancionada pelo presidente do país, Volodymyr Zelensky.

Sob a nova legislação, as corretoras precisam realizar um registro formal no governo para receber a autorização oficial para funcionar em território ucraniano. A novidade vale para todas as criptomoedas, incluindo grandes tokens como bitcoin e ethereum.

Ucrânia legaliza criptomoedas no país após receber várias doações- Foto: ReproduçãoUcrânia legaliza criptomoedas no país após receber várias doações- Foto: Reprodução

A partir da aprovação, bancos podem até abrir contas em nome dessas empresas. O governo garantiu que vai proteger as contas ucranianas em corretoras da mesma maneira que assegura as transações com a moeda local.

Momento oportuno

Apesar de a lei não ser tão recente e ter sido aprovada no Congresso local há um mês, a pressa na sanção de Zelensky tem motivo: a Ucrânia tem recebido várias doações em criptomoedas para que o país se recupere ou forme grupos de resistência contra a invasão da Rússia, que começou há cerca de 20 dias.

Além disso, a situação bancária da região e sistemas online vinculados ficaram comprometidos ao longo do conflito, transformando as criptomoedas em uma alternativa de comércio e armazenamento de finanças.

No início do mês, o país já havia arrecadado mais de US$ 48 milhões em criptomoedas e estava iniciando planos em relação a esses ativos digitais, mas desistiu de algumas estratégias previamente anunciadas, como distribuir moedas virtuais gratuitamente para algumas contas.