Abdelmassih deixa casa em SP rumo à prisão após decisão do TJ

Justiça determinou que ele retorne ao presídio

O ex-médico Roger Abdelmassih, de 74 anos, deixou na manhã desta sexta-feira (18) a casa da mulher em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, após decisão do Tribunal de Justiça de acatar seu retorno à prisão. Ele foi levado à sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e, de lá, deve seguir para o presídio.

O TJ analisou nesta quinta-feira (17) o pedido do Ministério Público e determinou que Abdelmassih volte para a prisão. Ele cumpria pena em regime domiciliar, após receber alta hospitalar. Esta é a quinta decisão judicial sobre o destino do ex-médico em menos de dois meses.

A 6ª Câmara de Direito Criminal decidiu cassar a liminar que permitia o ex-médico cumprir pena em sua residência e manteve a decisão de 1º grau para que Abdelmassih seja encaminhado ao Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário.

A defesa já havia entrado com pedido de Habeas Corpus, que ainda será julgado pela 6ª Câmara. A ideia é que ele cumpra prisão domiciliar devido aos problemas de saúde que enfrenta.

Uma das razões para determinar o retorno do ex-médico ao sistema prisional é a falha no monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica. O MP também defende que Abdelmassih pode seguir com o tratamento médico dentro do presídio. Ele foi condenado a 181 anos por 48 estupros de 37 pacientes.


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com