Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Aditivo de bebida deixa crianças hiperativas

Aditivo de bebida deixa crianças hiperativas

Compartilhe

Os corantes e aditivos artificiais utilizados normalmente em produtos aliment?cios infantis exacerbam a hiperatividade nas crian?as, inclusive naquelas que n?o sofrem do transtorno, segundo um artigo publicado hoje na revista m?dica "The Lancet".

Um grupo de cientistas da Universidade de Southampton (sul da Inglaterra) estudou os efeitos dos aditivos nas altera?es do comportamento infantil em um grupo de quase 300 crian?as 153 delas de 3 anos e outras 144 de 8 e 9 anos. As crian?as receberam em alguns casos duas misturas de bebidas diferentes, que inclu?am diferentes aditivos e em outros, um placebo.

Entre as subst?ncias est?o o conservante benzoato de s?dio (E211), utilizado em refrigerantes como Pepsi Max, Fanta e Sprite, e os corantes artificiais E110, E102, E122, E124, E129 e E104, presentes em muitas balas e doces consumidos diariamente pelas crian?as brit?nicas. O E110, por exemplo, ? utilizado no salgadinho Doritos e o E122 na Fanta.

Essa n?o foi a primeira pesquisa a estabelecer liga??o entre os aditivos e a hiperatividade nas crian?as, mas desta vez foram estudados maiores de tr?s anos e nem todos sofriam com o transtorno de conduta. Os especialistas detectaram ind?cios de hiperatividade nas crian?as que tinham consumido as bebidas que inclu?am aditivos, como um comportamento inquieto, perda de concentra??o, incapacidade para brincar com s? um brinquedo ou completar uma tarefa.

A mistura A, que inclu?a maiores n?veis de aditivos, causou "significativos efeitos adversos" em todas as crian?as de tr?s anos, que, no entanto, reagiram de forma mais vari?vel ? mistura B, que continha a m?dia di?ria de aditivos consumidos pelas crian?as brit?nicas. As crian?as mais velhas mostraram um significativo efeito adverso quando tomavam uma ou outra combina??o.

A Ag?ncia de Controle Aliment?cio brit?nica (FSA, na sigla em ingl?s) rejeitou os apelos para proibir esses aditivos, mas fez uma advert?ncia aos pais sobre os riscos desses ingredientes se seus filhos mostrarem ind?cios de hiperatividade. A FSA assegura que cabe ?s autoridades da Uni?o Europ?ia legislar sobre os aditivos.

Na apresenta??o dos resultados do relat?rio, o diretor da pesquisa, Jim Stevenson, considerou que poderiam ser tomadas medidas r?pidas contra os corantes artificiais, mas que levaria mais tempo para eliminar o uso do benzoato de s?dio como conservante. O neg?cio mundial de aditivos est? avaliado em mais de US$ 25 bilh?es anuais, segundo o jornal brit?nico "The Guardian".


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar