Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Adolescente é estuprada por meio-irmão e pais o defendem em tribunal

Ela denunciou o irmão dois anos após o abuso sexual, mas foi obrigada pelo pai a retirar a denúncia

Compartilhe

Uma jovem que não pode ter seu nome divulgado por determinação da Justiça, foi estuprada pelo meio-irmão aos 14 anos, após ele a oferecer álcool e drogas em uma festa. A jovem, hoje com 28 anos, denunciou o irmão dois anos após o abuso sexual, mas foi obrigada pelo pai a retirar a denúncia. Em 2019, após dois anos e meio de processo, o homem foi condenado a oito anos de prisão e a vítima se diz "desolada" após a família decidir ficar ao lado dele no tribunal.

O caso aconteceu em Brisbane, na Austrália. A mulher conta que foi convidada pelo irmão para uma festa na casa dele, mas ao chegar no local, não havia nenhum convidado. Ela diz que o homem ofereceu álcool e maconha para ela, e ela desmaiou logo depois. No depoimento, a vítima diz que no dia seguinte acordou nua e o irmão estava se masturbando ao lado dela.

A mulher disse aos juízes que sentiu uma forte dor no estômago e na vagina nos dias seguintes ao estupro, mas só entendeu o que realmente havia acontecido após o homem lhe dar dinheiro para comprar uma pílula do dia seguinte.

Na decisão sobre o caso, o juiz sa Suprema Corte de Brisbane determinou que "a vida da vítima foi afetada significadamente pelo estupro". Ele destacou ainda que a jovem "tem problemas de saúde mental e por muito tempo não teve qualquer senso de autoestima", por conta do abuso que sofreu.

Segundo a mídia local, além de anos antes terem atuado para que a queixa contra o homem fosse retirada pela vítima, a mãe e o padrasto do homem ficaram transtornados após o acusado ser levado para a prisão. Ele pode solicitar pela prisão condicional após cumprir dois terços de sua pena.

(Com informações do Extra)



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar