Adolescente é mantida em cárcere privada e estuprada em MG

Rivalidade entre moradores de bairro motivou o sequestro

A Polícia Militar investiga o caso de uma adolescente de 14 anos que foi mantida em cárcere privado por mais de 24 horas e foi estuprada em Juiz de Fora, na Zona da Mata, no último final de semana.

Segundo depoimento da vítima, ela saiu de casa neste sábado (22) para ir a uma lanchonete e a uma padaria, na rua Marciano Pinto, bairro Cidade Nova, onde mora, quando foi abordada no caminho por três homens em um Pálio preto, sendo que o passageiro do banco de trás do carro estava armado e mandou que ela ficasse quieta para não ser alvejada.

A jovem foi levada pelo trio para uma região de ruas sem pavimentação, onde, em uma construção de um cômodo, um dos três homens a estuprou.

Os suspeitos, no momento em que mantinham a jovem presa, enviavam mensagens pelo WhatsApp para o namorado da vítima e para uma prima informando que estavam com ela, que não a matariam, mas que fariam uma "maldade" e depois a libertariam.

O trio alegou ainda que ela teria sido levada por ser do bairro Cidade Nova, que é rival do bairro Jardim Gaúcho, e que o irmão da vítima é amigo de membros da gangue dos bairros Cidade Nova/Vale Verde.

A adolescente ficou presa até as 18h do último domingo (23). Ela contou ainda à Polícia que um rapaz morador do bairro São Benedito a abordou há um mês e a alertou para não ficar andando pelas ruas, pois ela poderia sofrer uma 'maldade' cometida por ele ou por amigos dele.

A Polícia ainda não conseguiu prender nenhum suspeito de praticar o crime.

Fonte: ig
logomarca do portal meionorte..com