Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Águas de Teresina oferece condições especiais para quitar débitos

Cliente de baixa renda tem condição diferenciada através da Tarifa Social

Compartilhe

A Águas de Teresina dispõe de condições especiais para que os consumidores com faturas de água e esgoto em atraso possam regularizar sua situação junto à concessionária e evitar a suspensão no fornecimento de água. A empresa oferece oportunidade de parcelamento e também disponibiliza Tarifa Social para famílias de baixa renda. O corte somente ocorre em casos de débito a partir de 30 dias em atraso.


 Os parcelamentos podem ser realizados pelo titular da conta munido de documento oficial de identidade e mediante assinatura do Termo de Parcelamento de Débitos em uma das oito lojas de atendimento. As condições especiais permitem a regularização evitando o procedimento de suspensão do abastecimento. 

 “O cliente em débito recebe aviso prévio na própria fatura de água e nós disponibilizamos negociação, entrarmos em contato via SMS, chamada telefônica e e-mail, oferecendo a oportunidade de parcelamento das faturas em atraso. Por isso, é importante manter o cadastro atualizado. O corte é a última instância dentro do processo de negociação”, destaca Victor Romani, gerente comercial da Águas de Teresina.

 A concessionária oferece condição diferenciada aos clientes de baixa renda por meio do programa Tarifa Social. Para participar, o consumidor deve atender a alguns critérios: ser cliente residencial/doméstico; participar do Programa do Benefício Social do Governo Federal (Bolsa Família); residir em imóveis cuja área construída não ultrapasse 50 m² ou residir em imóveis cuja condição de moradia seja casa de taipa, palha ou similares, chão batido, etc., sem limite de área construída; faixa única (consumo de 10 m³ mensais – o equivalente a 10 mil litros de água por mês) e a renda mensal não ultrapassar o valor de um salário mínimo.

 Quando há a suspensão no fornecimento de água, o cliente deve efetuar o pagamento do(s) valor (es) em atraso e solicitar a religação junto à empresa. A quitação do débito não permite ao cliente fazer a religação por conta própria.

 “Em nenhum momento o usuário pode fazer quaisquer intervenções no hidrômetro. Quando ocorre a auto-religação, o cliente está passivo de multa e a prática se configura como crime de furto de água. Isso também pode comprometer a qualidade da água, além de prejudicar a cidade”, alerta o gerente comercial. 

 

A Águas de Teresina alerta que, em casos de corte no fornecimento de água, a violação do lacre constitui infração e o cliente está sujeito a multa.  Tal infração está prevista no Regulamento de Serviços aprovado pela Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina (Arsete).

 

Para solicitar a religação, o cliente deve acionar a concessionária via canais de atendimento: 0800 223 2000 ou 115. Através do WhatsApp (98124-3199) é possível enviar os comprovantes de pagamento.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar