Algema trava e fica presa em perna de réu durante julgamento

A algema só foi aberta 40 minutos depois do inicio do julgamento

Um fato curioso interrompeu a sessão do Tribunal Popular do Júri, em Campo Maior, nesta quinta-feira (30). Uma das algemas usadas no acusado ficou presa em uma de suas pernas e evitou que o homem entrasse na sala onde ocorria o julgamento. O tribunal ficou paralisado por cerca de 10 min. 

Sem conseguir retirar o equipamento, o juiz Múccio Miguel Meira negociou com a defesa de Cristovam José da Silva que é acusado de matar um pedreiro com quatro facadas em Campo Maior, o pedido foi que as testemunhas fossem ouvidas sem a presença do réu.

Enquanto o julgamento prosseguia, agentes penitenciários e servidores do Fórum de Campo Maior tentavam retirar a algema. Após 40 min de tentativas e sem a chegada de um chaveiro requisitado para solucionar o problema, os agentes da Secretaria de Justiça resolveram serrar o equipamento para só assim Cristovam entrar na sessão e ser interrogado.

Algema trava e fica presa em perna de réu durante julgamento
Algema trava e fica presa em perna de réu durante julgamento
Algema trava e fica presa em perna de réu durante julgamento
Algema trava e fica presa em perna de réu durante julgamento


Fonte: Com informações do Campo Maior em Foco
logomarca do portal meionorte..com