Alunos baleados por colega voltam às aulas em Goiânia

Os pais que quiserem, poderão acompanhar os filhos e assistir aula.

Na manhã desta terça-feira (31/10), os estudantes Lara Fleury e Hyago Marques, os dois com 14 anos, voltaram à escola dias após serem baleados por um colega dentro da sala de aula do Colégio Goyases, em Goiânia. As aulas do 8º ano, sala que foi atingida, recomeçaram hoje. Segundo informações, a sala que ocorreu os disparos foi transformada em um espaço de artes e os alunos assistiram aula novamente em outro local. Os pais que quiserem, poderão acompanhar os filhos e assistir aula juntos.

Eles ressaltam que os adolescentes ainda estão assustados, mas felizes por retornar. "É um recomeço. A Lara ainda está meio insegura e com coração apertado de rever os colegas, mas com fé que vai dar tudo certo e feliz por retornar. Ela queria muito voltar à realidade porque esse ambiente para ela sempre foi aconchego, amor e família. Senti que ela queria romper a barreira do sofrimento", afirmou Lia Fleury, mãe de Laura.

Lara Fleury voltou ao colégio ainda usando uma tipoia no braço (Crédito: Silvio Túlio/G1)
Lara Fleury voltou ao colégio ainda usando uma tipoia no braço (Crédito: Silvio Túlio/G1)

Lara chegou ainda com uma tipoia no braço atingido pelo disparo. A mãe revelou que a filha vai passar por outras cirurgias de reconstituição, mas ainda sem data marcada. O processo de recuperação está dentro do esperado e ela deve começar acompanhamento psicológico com profissionais da escola ainda nesta terça.

Os alunos João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, ambos de 13 anos, morreram ainda no colégio. As outras duas estudantes baleadas, Marcela Macedo e Isadora Morais, seguem internadas no Hospital de Urgências de Goiânia. Segundo o boletim médico divulgado às 8h30 desta terça-feira (31), a primeira paciente tem quadro regular, está consciente e respira espontaneamente.

Já Isadora permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado regular, orientada, consciente, respirando de forma espontânea e com auxílio de oxigênio. Os médicos constataram que Isadora ficou paraplégica após a vértebra ser atingida.

Hyago Marques volta às aulas após ser baleado por colega em escola (Crédito: Silvio Túlio/G1)
Hyago Marques volta às aulas após ser baleado por colega em escola (Crédito: Silvio Túlio/G1)
Adolescentes foram mortos com os tiros (Crédito: Reprodução)
Adolescentes foram mortos com os tiros (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com