Amigo de capitão morto em acidente afirma que Samu 'demorou demais'

Claudino Craveiro de Abreu morreu em acidente no bairro Dirceu.

O capitão da Polícia Militar do Piauí, Claudino Craveiro de Abreu, morto após atropelamento na madrugada desta segunda-feira (13) na Avenida Joaquim Nelson, bairro Dirceu, na zona Sudeste de Teresina, iria comemorar no próximo sábado (18) sua nomeação a major. 

O proprietário da churrascaria onde o capitão estava antes do acidente e amigo pessoal da vítima, Zezo questiona o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que, segundo ele, "demorou demais".  O empresário conta, em detalhes, como tudo aconteceu.

Capitão da Polícia Militar Claudino Craveiro de Abreu, morto em acidente no Dirceu (Crédito: Arquivo Pessoal)
Capitão da Polícia Militar Claudino Craveiro de Abreu, morto em acidente no Dirceu (Crédito: Arquivo Pessoal)

"Eu estava fechando o caixa no escritório, foi quando em um determinado momento meu garçom gritou, dizendo que os meninos haviam sofrido um grave acidente. Saímos correndo e quando cheguei [ao local do acidente] estava ele deitado no chão. Ele estava sem vida, porque era muito sangue saindo pela boca e pelo nariz. Eu chamei o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas demorou demais. Em seguida, eu chamei a Polícia Militar para que providenciasse o mais rápido possível pelo motivo de ele ser militar também, e foi rapidinho as viaturas chegaram, mas ele morreu por conta de tanto sangue. O Samu chegou e constatou o óbito", relatou.  

Ele diz que Craveiro foi ao estabelecimento para convidá-lo para sua festa que aconteceria no próximo sábado, em comemoração por ter sido promovido a  major. "Ele chegou por volta de 22h30 da noite perguntando do meu garçom que era mais amigo dele ainda, o Zé Mário, e aí eu disse que eu tinha saído e aí ele disse assim: 'Poxa....Agora que vim aqui convidar vocês para irmos para minha formatura que eu vou comemorar, eu fui promovido para major e sábado nós vamos fazer uma festinha para comemorar e passei aqui para convidar vocês'. Daí eu brinquei com ele, disse que iria chamar o Zé Mário e  disse que iriamos  na sua festinha, sim. Eu o parabenizei e em seguida ele já queria ir embora, mas aí tomamos umas duas cervejas. Ele queria sair, aí eu disse que me esperasse para sairmos todos juntos, porque estava fechando também. E ele me esperou", conta, ainda emocionado.

Prefeitura de Teresina divulgou nota de Pesar pelo falecimento do Capitão. "A Prefeitura de Teresina se solidariza com os familiares e amigos do capitão da Polícia Militar do Piauí, Claudino Craveiro de Abreu, que faleceu na madrugada desta segunda-feira, vítima de um atropelamento. Capitão Craveiro, como era conhecido, era lotado na Assistência Militar da Prefeitura de Teresina desde 2013 e prestou relevantes serviços à cidade. Nesse momento de dor, deixamos nossos sinceros agradecimentos e registramos nosso mais profundo pesar", diz a nota. 

O acidente

O capitão estava em uma churrascaria na Av. Joaquim Nelson, bairro Dirceu, zona Sudeste de Teresina, e ao sair do estabelecimento, no momento em que atravessava para o outro lado da pista, foi atingido por um veículo em alta velocidade. O policial morreu vítima de traumatismo craniano. O acidente ocorreu por volta das 23h30.


Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com