Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Após protestos, Chile decide por plebiscito que terá nova Constituição

Os chilenos agora devem escolher quem comporá a comissão constituinte.

Compartilhe

Eleitores decidiram por ampla maioria que o Chile terá uma nova Constituição, indica a apuração do plebiscito histórico organizado neste domingo (25), um ano depois da onda de protestos que tomaram o país. As informações são do G1.

Com 99,8% das urnas apuradas, os resultados apontavam 78,2% dos votos como favoráveis a uma nova Constituição. Além disso, 79% preferiam que o texto seja debatido por uma nova comissão a ser eleita posteriormente.

Logo após o fechamento das urnas, centenas de manifestantes voltaram à Praça Itália, em Santiago. O local se tornou um símbolo dos protestos que tomaram o Chile em 2019 e que levaram à proposta de uma nova Constituição.

Sebástian Piñera, presidente do Chile, vota em plebiscito — Foto: Marcelo Segura

Com a decisão deste domingo, os chilenos devem escolher quem comporá a comissão constituinte. Depois que o novo texto for debatido e aprovado por esse grupo, outro plebiscito — provavelmente em 2022 — decidirá se o Chile adotará ou não a nova Constituição.

Em pronunciamento, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, elogiou o processo eleitoral. "Hoje, triunfaram a cidadania, a democracia e a paz sobre a violência", afirmou. "Uma nova Constituição nunca parte do zero", acrescentou o presidente. 

Logo no início da apuração dos votos, a classe política chilena já reconhecia a vitória dos votos favoráveis ao novo texto constitucional. O senador Juan Antonio Coloma, que capitaneava a campanha contra a mudança de Constituição, admitiu derrota apenas 50 minutos depois do fechamento das urnas. 

A atual Constituição data da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), mas sofreu emendas e modificações que a tornam bem diferente do texto formatado pelos militares décadas atrás.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar